Como fazer a alteração de dados nos documentos do veículo?

Está precisando trocar dados nos documentos do seu novo veículo, mas não sabe como começar? Neste artigo, veja quais são os procedimentos, taxas e documentos necessários.

Comprar um veículo (seja ele novo ou já utilizado por outro dono) pode ser a realização do sonho de muitos motoristas. Afinal, sabemos que, para conquistar o veículo próprio, é necessário poupar dinheiro e pesquisar bastante sobre o melhor modelo, levando em consideração as necessidades que precisamos preencher no dia a dia e o que cabe no seu bolso a longo prazo.

Mas também pode ser um processo burocrático, pois será necessário realizar uma série de alterações nos documentos veiculares, o que pode envolver desde o nome do novo dono até a placa do carro — que está sendo modificada gradualmente para atender às novas diretrizes do Mercosul (Mercado Comum do Sul).

Toda a atenção é necessária para que não ocorra maiores problemas e também para que os documentos estejam em dia. Ah, não se esqueça de que todo o processo precisa ser efetivado antes mesmo de sair com o veículo por aí. Caso contrário, pode resultar em multas de valores altos.

Além disso, você precisa ter a certeza de quais alterações serão necessárias, pois cada uma exige um cuidado específico. Neste artigo, vamos falar principalmente sobre a troca de nomes (que é mais comum) que acontece quando um carro já utilizado vai para as mãos de um novo dono. Esse é o seu caso?

Caso você tenha maiores dúvidas sobre o assunto, não deixe de entrar em contato com a agência que realizou a venda do veículo (caso ele seja novo) ou até mesmo com o Departamento de Trânsito (DETRAN) do seu estado. Caso o carro seja utilizado, a participação do proprietário antigo é indispensável.

Quer entender, de fato, como realizar a alteração de dados nos documentos do veículo? Caso a resposta seja positiva, não deixe de ler o artigo até o final para sanar todas as suas dúvidas!

Quais documentos são necessários?

Vamos começar a explicar sobre os documentos necessários para realizar a troca dos dados em questão. No momento de solicitar a  mudança, será necessário o documento original junto de suas cópias. Veja a lista logo abaixo:

  • Cópia de CNH, CPF e RG;
  • Cópia do comprovante de residência de até 3 meses;
  • Documento original do Certificado de Registro do Veículo (CRV) assinado com firma reconhecida em cartório;
  • Laudo realizado pelo DETRAN acerca da vistoria do carro;
  • Comprovante de pagamento das taxas realizadas durante a transferência do carro;
  • Decalque legível do chassi.

Como começar a realizar a alteração dos documentos?

O primeiro passo é verificar se há algum débito em relação a multas, IPVA e DPVAT. A transferência só ocorre caso não haja nada a ser pago. Caso você descubra algum débito, realize o pagamento antes de seguir com o processo. Se os débitos forem do dono anterior, também não deixe de exigir o pagamento.

Logo após, é preciso reconhecer em cartório a autenticidade na firma do vendedor e do novo comprador do veículo. Em seguida, é preciso se dirigir até o DETRAN para saber quais são as taxas veiculares a serem pagas. O valor pode variar de estado para estado, por isso, não deixe de procurar o órgão.

Quando as taxas forem pagas, o DETRAN realizará uma nova vistoria no carro para saber se existem outras pendências. Caso tudo esteja correto, é o momento de entrar em contato com a Central de Atendimento do DETRAN para dar entrada em toda a papelada.

Por fim, serão emitidos dois novos documentos: o Certificado de Registro do Veículo (CRV) e o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV). Ambos já apresentarão os dados solicitados, deixando a situação regularizada e o carro pronto para seguir estrada afora.

Instagram