Aparelho lingual, alinhador e simulador 3D são realidade da Ortodontia Digital

Novos recursos surgem como possibilidade para profissionais e pacientes em tratamentos eficazes e menos invasivos

A busca pelo sorriso ideal sempre encontrou grandes aliados na Ortodontia, especialidade da Odontologia responsável por corrigir posição de dentes e de ossos maxilares. Mas, para os profissionais dessa área, o fator estético é apenas consequência da solução dos problemas com dentes desalinhados, pois o objetivo é sempre a qualidade de vida do paciente. Para isso, eles utilizam diversas ferramentas, técnicas e recursos tecnológicos. 

“Temos o privilégio de poder contar cada vez mais com a tecnologia para nos favorecer e facilitar o nosso dia a dia”, conta Luciana Iwamoto, presidente da Câmara Técnica de Ortodontia do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP). A cirurgiã-dentista fala do que hoje é entendido como Ortodontia Digital ou Ortodontia 4.0, um avanço que possibilitou a inclusão de ferramentas tecnológicas para proporcionar melhorias na indústria e no mercado odontológico. 

Mas, o que mudou?

São muitos os recursos digitais que foram incrementados na rotina dos ortodontistas. Scanners, aparelhos de raio-X panorâmicos, tomógrafos, simuladores e impressoras 3D, aparelho fixo vestibular (famosos fios metálicos e braquetes) em versões mais inovadoras, aparelho fixo lingual (opção semelhante ao vestibular, mas que fica na parte interna dos dentes) e os já conhecidos alinhadores, que são as opções transparentes em forma de placas. 

Nos consultórios, um exemplo do alcance das novas tecnologias são os simuladores 3D que possibilitam ao cirurgião-dentista planejar, prever os passos do tratamento, testar a instalação de aparelhos e intervenções e ver o resultado final, de modo rápido e eficaz.

Para os pacientes, a principal diferença está no conforto e na praticidade. As opções mais versáteis e modernas dos aparelhos ortodônticos, por exemplo, tornaram-se mais atrativas para  os adultos que estão cada vez mais preocupados com a imagem pessoal. 

“Essas ferramentas oferecem mais confiabilidade e rapidez aos tratamentos, respeitando sempre os limites biológicos de cada caso. Por mais avançada que seja a tecnologia, a biologia do ser humano não mudou. Então, os profissionais devem estar preparados para o aprimoramento técnico e científico”, argumenta a cirurgiã-dentista. 

Alinhadores invisíveis

Muito se fala sobre os alinhadores dentários transparentes e, sim, eles fazem parte dessa nova onda da Ortodontia e prometem resultado eficaz. Ao contrário dos fios metálicos, as placas são praticamente imperceptíveis, mas dependem muito do comprometimento do paciente. “Os alinhadores são eficientes desde que a pessoa use. Por ser um recurso móvel é necessário total colaboração do paciente para o sucesso do tratamento”, alerta a cirurgiã-dentista.

Ortodontia cada vez mais acessível

Apesar de ser realidade para muitos profissionais e pacientes, as novas tecnologias aplicadas aos serviços de saúde bucal ainda não chegaram para todos no Brasil, principalmente nos tratamentos a longo prazo, como os ortodônticos. 

No entanto, Luciana afirma que os profissionais são capacitados para oferecer os melhores tratamentos com os recursos disponíveis. “A Ortodontia já foi muito elitizada e isso tem mudado com o passar dos anos, sendo mais acessível a boa parte da população. É importante destacar que métodos digitais vieram para somar, não para substituir o cirurgião-dentista. Ou seja, um profissional experiente deverá tomar a decisão baseado em evidências científicas, seguindo pela abordagem menos invasiva, mesmo que na Ortodontia convencial”, conclui. 

CRO-SP


O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) é uma autarquia federal dotada de personalidade jurídica e de direito público com a finalidade de fiscalizar e supervisionar a ética profissional em todo o Estado de São Paulo, cabendo-lhe zelar pelo perfeito desempenho ético da Odontologia e pelo prestígio e bom conceito da profissão e dos que a exercem legalmente. Hoje, o CROSP conta com mais de 145 mil profissionais inscritos. Além dos cirurgiões-dentistas, o CROSP detém competência também para fiscalizar o exercício profissional e a conduta ética dos Técnicos em Prótese Dentária, Técnicos em Saúde Bucal, Auxiliares em Saúde Bucal e Auxiliares em Prótese Dentária. Mais informações: www.crosp.org.br

Imagem de oswaldoruiz por Pixabay 

Instagram