Variar os tipos de alimentos pode ajudar no controle da ansiedade

Alimentação equilibrada é capaz de amenizar alguns dos componentes químicos que geram o distúrbio

Preocupação excessiva, medo e incertezas sobre o futuro são algumas das características mais gerais relacionadas à ansiedade. Com a pandemia do coronavírus, passar mais tempo em casa, ter tarefas acumuladas, o home office, estudo a distância e, claro, o receio do mundo exterior podem aumentar a sobrecarga psicológica na população. Nesse cenário, as pessoas podem descontar as frustrações na alimentação, mas prestar atenção ao que se consome é uma das chaves para amenizar a intensidade das respostas emocionais.

Para Hellen Maluly, doutora em Ciência de Alimentos e consultora do Comitê Umami, é possível amenizar a ansiedade na rotina com uma alimentação balanceada, já que os nutrientes auxiliam no comportamento do organismo. Certos alimentos ajudam a diminuir alguns componentes químicos que geram o transtorno.

“A ansiedade é uma resposta natural ao estresse ou ao perigo iminente. Esse processo envolve diferentes hormônios e neurotransmissores e é por isso que alguns nutrientes presentes nos alimentos podem ajudar a regular seus níveis e interferir diretamente nas sensações de relaxamento”, explica a doutora.

Veja alguns grupos de alimentos que geram melhora no aspecto cognitivo.

  1. Peixes

O estresse do dia a dia é um dos fatores que pode aumentar os hormônios causadores da ansiedade, como a adrenalina e o cortisol. Em contrapartida, os alimentos ricos em ômega-3, como salmão, cavala, sardinha, truta e arenque, são alternativas para amenizar esses sintomas. Isso porque a substância ajuda a melhorar o desempenho das funções cognitivas, auxiliando também na saúde mental.

“Os ácidos graxos presentes nesses alimentos, como EPA e DHA, auxiliam na modulação da comunicação dos neurônios cerebrais. Dessa forma, a saúde mental é diretamente influenciada, reduzindo níveis de estresse e combatendo a ansiedade”, afirma Hellen Maluly.

  1. Algas marinhas

Ricas em  iodo, cálcio, fósforo, magnésio e ferro, as algas marinhas são importantes no fortalecimento do sistema imunológico, para a tireoide e atuam como anti-inflamatórios e antioxidantes. Presentes nas comidas japonesas, como sushi, elas também possuem o poder de amenizar alguns dos sintomas de ansiedade. 

  1. Chocolate 70%

O chocolate é um dos melhores modos de diminuir a ansiedade, principalmente os amargos, com 70% de cacau. Rico em flavonoides, antioxidantes e triptofano – que é importante na produção de serotonina –, o chocolate traz ao organismo a sensação de prazer e relaxamento. Lembre-se de que o ideal é o consumo de pequenas quantidades.

Acompanhamento psicológico

Antes mesmo da pandemia, o Brasil já era o país com o maior número de pessoas ansiosas no mundo. São 18,6 milhões de brasileiros – ou seja, 9,3% da população – que convivem com o transtorno, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Agora, a tendência é de que o índice cresça, já que o momento é delicado e propicia essa instabilidade emocional.

Assim, é importante consultar um profissional da área, seja de modo presencial, seguindo as recomendações de proteção contra a Covid-19, ou por meio da telemedicina. 

Foto: Divulgação

Instagram