Transforme sua casa apenas alterando a disposição dos móveis

Mudanças simples podem alterar a energia dos espaços

O ambiente que escolhemos para morar é um dos fatores mais importantes de nossa saúde mental. É comprovado que a decoração dos locais tem impacto direto em nosso humor e bem-estar. Cores, iluminação, objetos de arte, plantas e tudo que está em nosso campo de visão altera nossa percepção espacial.

Por isso mesmo, um  quarto mais aconchegante vai proporcionar uma noite mais bem dormida. Móveis bem posicionados alteram o quão funcional cada cômodo é. Ter a função de cada espaço da casa bem definida é um fator importante para que se transforme a residência num lar.

Não é preciso muito para criar cômodos mais harmônicos. Nesse artigo, vamos falar um pouco de como é possível transformar todo o ambiente da casa com dicas bem simples que não vão requerer mais que boa vontade e um pouco de desapego. A verdade é que dá para mudar um espaço por completo apenas alterando a posição dos objetos que já se tem.

Desencoste os móveis da parede

É bastante comum que móveis como sofá e poltrona estejam colados nas paredes da sala. Na maioria das vezes, mesmo em espaços reduzidos, isso cria um vazio no centro do cômodo. Uma dica legal é deixar o espaço de mais ou menos um palmo entre a extremidade do sofá e a parede.

A sensação que essa simples mudança proporciona é a de circulação ampliada. Para quem tem salas grandes dá para, inclusive, criar um novo ambiente apenas com essa mudança. Para que isso aconteça, basta que o sofá sirva também de divisória entre os ambientes. Em salas médias, o recente espaço conquistado atrás do sofá pode comportar um móvel novo, como um aparador.

Abra mão da mesa de centro

Menos é mais! A ideia de não ter uma mesa de centro na sala de estar parece radical para aqueles mais apegados aos modelos de decoração tradicional. Mas, na verdade, não ter uma mesa de centro pode, também, ser uma forma de deixar o espaço com maior sensação de fluxo.

Não é preciso se desfazer da mesa. Ela pode ser, simplesmente, realocada para um canto da sala, também respeitando o espaço de um palmo entre sua extremidade e o da parede. Para quem tem um hall de entrada ou um solarium em apartamento, a mesa de centro pode ocupar esse espaço vazio e ser um suporte para plantas ou pequenos porta-retratos.

Tire a televisão do quarto

Ter uma TV no quarto é visto como um item de conforto por muitos. Ao contrário, esse eletrodoméstico pode tanto alterar a espacialidade do ambiente quanto atrapalhar o sono. Para quem tem a televisão diretamente na parede, uma dica é substituí-la por um quadro com cores calmas.

Quando desligada, a cor preta da tela pode afetar o humor de forma negativa, por ser um tom forte e escuro. Da mesma forma, quando se tem uma TV no quarto, é comum dormirmos com ela ligada, o que afeta diretamente nosso sono. Um estudo divulgado pela renomada revista de pesquisa médica JAMA mostra, inclusive, que dormir com o aparelho ligado pode aumentar o risco de obesidade em até 33%.

O ideal é que se tenha um cômodo destinado à TV, mesmo que seja a sala de estar. Mesmo assim, a televisão não deve ser o objeto central do ambiente. Pelos mesmos motivos, a cor da tela desligada traz uma energia mais sombria ao ambiente. O ideal é que o ato de assistir televisão seja percebido pelo cérebro como uma decisão e não um hábito regular.

Uma forma bem simples de fazer a televisão sair do ponto central da sala de estar é ter poltronas ao lado dela, de costas para a tela. Assim, por serem menores e mais leves, as poltronas podem ser facilmente realocadas para uma posição em que seja possível visualizar o aparelho quando se for assistir a um filme em família.

Instagram