Sexo em tempo de COVID-19: quais as orientações e os riscos

Com o uso obrigatório da máscara e o distanciamento físico de pelo menos um metro e meio se tornando a norma em todo o país, a questão permanece: o sexo é seguro? Pode ser, mas os especialistas dizem que qualquer tipo de atividade sexual apresenta alguns riscos. Mas existem maneiras de ter um contato íntimo e permanecer conectado.

COVID-19 é uma doença respiratória, portanto, o contato direto com a saliva – por meio de beijos, por exemplo – pode facilmente transmitir o vírus. Embora o COVID-19 ainda não tenha sido encontrado no fluido vaginal, ele foi encontrado nas fezes de pessoas infectadas.

Portanto, isso significa que contato oral e anal podem espalhar o vírus também. Lembre-se de que preservativos e represas dentais reduzem o contato com saliva e fezes durante o sexo.

Um estudo recente também encontrou o coronavírus no sêmen, tanto em homens que tiveram infecções ativas quanto nos que se recuperaram, mas não está claro neste momento se ele pode ser transmitido sexualmente pelo sêmen.

Qual é o risco?

Dado que atualmente sabemos sobre o COVID-19 e como ele é transmitido, a atividade sexual mais segura é individual ou remota. Sexo sozinho (também conhecido como masturbação) pode ser satisfatório e seguro. E a tecnologia também disponibiliza diferentes tipos de opções remotas, como chats de vídeo e sexting.

A próxima opção mais segura é sexo com alguém com quem você já mora, desde que essa pessoa também esteja tomando medidas para reduzir sua exposição potencial ao COVID-19 (como distanciamento social, lavagem das mãos, uso de máscara em espaços públicos).

Aqui estão algumas orientações excelentes sobre sexo seguro durante esses períodos e evitar a propagação do COVID-19:

  • Você é o seu parceiro sexual mais seguro. A masturbação não espalha COVID-19, especialmente se você lavar as mãos (e quaisquer brinquedos sexuais) com água e sabão por pelo menos 20 segundos antes e depois do sexo.
  • O próximo parceiro mais seguro é alguém com quem você vive. Ter contato próximo com apenas um pequeno círculo de pessoas ajuda a prevenir a disseminação de COVID-19. Todos os parceiros devem consentir.
  • Você deve limitar o contato próximo – incluindo sexo – com qualquer pessoa fora de sua casa. Se você se relaciona com outras pessoas, tenha o mínimo possível de parceiros e escolha parceiros em quem você confie.
  • Se você costuma encontrar seus parceiros sexuais online, chamadas de vídeo, sexting ou salas de chat podem ser opções para você. Além dos brinquedos que podem ser controlados a distância apenas com o seu celular.

Relacionamentos em pandemia

Mesmo casais com relacionamentos fortes e saudáveis ​​podem se sentir sob tensão durante esse período. Outros podem ser pressionados por causa da distância, forçados a viver separados devido a questões de saúde ou quarentena.

Invista em acessórios, brinquedos ou jogos eróticos para apimentar sua relação e sair da rotina. Já para casais em relacionamento à distância, aposte em vibradores que tenham acesso ao controle por aplicativos e divirtam-se juntos sem abrir mão da segurança.

Imagem de kerryank por Pixabay 

Instagram