Retratando São José celebra vidas e realiza sonhos de idosos

1958. Aos 7 anos, Marinalva acalenta o sonho de pintar quadros.

1975. Já com 24 anos, consegue seu primeiro emprego na histórica Cerâmica Weiss, na região norte de São José dos Campos. É um renascimento e a oportunidade de mudança de vida para quem havia perdido tudo após um incêndio que destruiu sua casa e a deixou internada por mais de quatro meses no hospital com graves queimaduras por todo o corpo.

2019. Marinalva tem 68 anos, 6 filhos e 11 netos. A Cerâmica Weiss, que chegou ser considerada uma das maiores fábricas de cerâmica e pintura a mão do mundo, já não existe mais, tendo encerrado suas atividades em 1996.

Mas o destino da aposentada e da empresa que por quase 50 anos projetou o nome de São José no Brasil e no exterior voltaram a se cruzar.

Frequentadora assídua da Casa do Idoso Sul, a aposentada Marinalva Maria Matos de Oliveira recebeu a incumbência, durante oficina de pintura na unidade mantida pela Prefeitura por meio da Secretaria de Apoio Social, de estrear no mundo artístico, realizando o sonho que nutria há longos 61 anos.

Ao serem sorteados os pontos turísticos e locais da cidade para serem retratados nas telas, qual não foi sua surpresa ao receber uma foto da fábrica que mudou sua vida.

“Não conseguia parar de chorar e deu tremedeira nas pernas ao ver a foto da Cerâmica Weiss. Um filme passou na minha cabeça. Relembrei tudo que vivi e tudo que esta fábrica tão querida representou na minha vida e da minha família”, disse Marinalva.

Marinalva com os filhos e o quadro da fábrica que mudou sua vida

Sonho realizado

A mesma emoção se repetiu neste 26 de novembro de 2021, quando teve início a exposição Retratando São José, com quadros pintados por 40 frequentadores das Casas do Idoso Centro, Sul, Leste e Norte.

Orgulhosa ao lado da tela que produziu e contando para todos que se aproximavam a história que viveu, Marinalva é um exemplo de que não há limites para quem sonha.

“Depois de tantos anos, consegui realizar o sonho que tinha desde criança de pintar um quadro. E ainda o da Cerâmica Weiss, orgulho de todos nós. Estou muito feliz de estar vivendo este momento”.

Moacir, que com o avião Tucano realizou sonho de ter tela exposta

Felicidade

Os ícones joseenses trouxeram inspiração e garantiram momentos de realização e felicidade para Marinalva e seus 39 colegas das Casas do Idoso.

Frequentador da unidade da região norte, Moacir Tirapeli, 72 anos, está tendo pela primeira vez uma tela exposta. E a estreia foi com o Tucano, um dos lendários aviões fabricados pela Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica).

“Já pintei outros quadros, mas é a primeira vez que uma obra minha é exposta. É muito bom pintar o Tucano, orgulho de todos os brasileiros, e ver as pessoas parando para admirar meu trabalho.”

Avião e Embraer também foram retratados por Maria Alaíde Ribeiro Magalhães, que tem 65 anos e frequenta a Casa do Idoso Sul. Seu quadro ainda teve como complemento o maior símbolo brasileiro, a Bandeira Nacional.

“Pintar este quadro foi uma das maiores realizações da minha vida. Aliás, tudo que fazemos nas Casas do Idoso é muito bom”, afirmou Maria Alaíde.

Maria Alaíde: talento para unir Bandeira Nacional, Embraer e avião 

Lições de vida

A exposição Retratando São José prossegue até o próximo dia 5 de dezembro, sempre das 10h às 22h, em um shopping da região sul, localizado na rua Andorra, 500, no Jardim América.

Na estreia, muitos frequentadores do local pararam para admirar as telas, em meio à correria para aproveitar as ofertas da Black Friday e o alto astral emanado das decorações natalinas que já tomam os corredores e lojas.

“Que legal. Vim fazer compras e nem sabia que estava tendo esta exposição. Gostei muito dos quadros. Eles combinam com o clima de alto astral que já estamos começando viver com a expectativa do Natal e das festas de fim de ano”, disse o aposentado Jaime de Oliveira, que tem 72 anos e mora no Jardim Terras do Sul, na região sul.

“A Prefeitura está de parabéns por esta iniciativa. É uma atração a mais para o nosso shopping. Os idosos que pintaram estes quadros lindos nos deram mais uma lição de vida e superação. Isto será uma motivação para virmos trabalhar todos os dias”, afirmou Maíra Oliveira Oliver, que tem 30 anos e é vendedora de uma loja do shopping.

Dilma Gonçalves, artista plástica que ministrou a oficina de pintura

Inspiração

Enquanto com suas pinceladas traziam novas cores para os pontos turísticos, atrações e belezas naturais de São José, os artistas das Casas do Idoso realizaram sonhos, superaram limites, reviveram histórias, se emocionaram.

Agora, os talentos revelados por suas mãos ganham novos espaços para serem admirados e servirem de inspiração e motivação para todos que se depararem com suas obras. Afinal, são a prova de que nunca é tarde para alçar voos mais altos.

Exposição Retratando São José

Datas: Até 5 de dezembro

Horário: Das 10h às 22h

Endereço: Rua Andorra, 500, no Jardim América, na região sul

Na estreia, a exposição Retratando São José atraiu olhares e ganhou admiradores; idosos reviveram histórias, se emocionaram e deram exemplo de superação – Foto: Claudio Vieira/PMSJC
Instagram