Reforma sem problema depende da escolha de revestimento para os ambientes

É preciso tomar cuidado na hora de escolher o piso de áreas internas e externas, pois cada ambiente tem sua particularidade

Apesar de acharem que os pisos são todos iguais por terem a mesma finalidade, eles possuem muitas diferenças e existem tipos indicados para cada ambiente da sua casa. Não se coloca o mesmo piso de um banheiro em um escritório, por exemplo. 

É comum as pessoas errarem na escolha de pisos para áreas externas, o que faz com que entre muita umidade nas lajotas, ou escolherem um revestimento de relevo mais acentuado para cozinhas, fazendo com que seja mais fácil acumular gordura entre os ladrilhos, tornando a limpeza mais complicada. 

Além da escolha do piso por funcionalidade, é essencial pensar na sensação que você quer transmitir naquele ambiente, na elegância, na segurança e no conforto. Tudo isso depende da escolha certeira desses detalhes, por mais que no dia a dia, muitas vezes, eles passem despercebidos.

Todos os modelos de revestimento têm suas particularidades e causam sensações diferentes. Seja durante uma reforma ou uma construção, a área que o piso vai cobrir precisa ser pensada com o mesmo cuidado que escolhemos as cores e a decoração. Os revestimentos têm uma importância estética e funcional muito grande nos ambientes. Por esse motivo, separamos detalhes que você deve levar em consideração na hora de escolher o melhor para o seu lar. 

Escolhendo o piso ideal 

Para escolher o revestimento ideal, é necessário considerar itens como função, durabilidade, instalação e manutenção. A função para cada área é a mais importante, e não se escolhe o mesmo piso para piscina que se coloca na cozinha. Na área externa, é de extrema importância que o piso seja antiderrapante, para evitar acidentes, e na cozinha o revestimento não deve possuir muitos relevos, para não acumular gordura. Evite pisos porosos e polidos também nos banheiros, para facilitar a limpeza.

Também é muito importante pensar no clima da região em que você reside. Pisos frios, como cerâmica e vidro, são excelentes em áreas mais quentes por serem bons condutores de calor. Eles são mais fáceis de cuidar e limpar, por isso são ótimos para áreas internas e também são muito resistentes à circulação de pessoas. 

Os pisos quentes não são muito bons de reter o calor, por isso são ideais para quartos, fazendo com que a temperatura do ambiente fique sempre estabilizada. O revestimento dessas áreas pode ser feito por pisos de madeira, vinílico ou taco. 

A escolha do piso também pode influenciar na percepção do tamanho de um ambiente. Para salas, é bom escolher pisos com peças grandes, que dão a sensação de amplitude. Lembre-se de sempre consultar um profissional antes de fazer uma escolha definitiva na sua reforma ou construção. 

Foto: Divulgação

Instagram