Quer aumentar o seu benefício INSS? Veja casos que possibilitam o pedido de revisão

Você sabia que é possível aumentar o valor do seu benefício INSS? Em algumas situações é permitido solicitar o processo de revisão, com os documentos corretos, você pode melhorar a sua situação como beneficiário. 

Atualmente, milhares de benefícios acabam sendo fornecidos com erros, isso pode acontecer, pois o INSS erra na hora da concessão, por falta de documentos e, até mesmo, pela mudança das leis. 

Portanto, é necessário se perguntar se o valor do benefício INSS que está recebendo está correto. 

Logo, entender como funciona a revisão é essencial na vida de qualquer trabalhador, principalmente aqueles que acreditam que estão recebendo o valor errado. 

Quer entender melhor sobre esse assunto, não é mesmo? Continue acompanhando o artigo com atenção e saiba o que precisa ser feito para aumentar o benefício fornecido pelo INSS.

Boa leitura!

8 casos que permitem solicitar o aumento do benefício INSS: tudo que você precisa entender 

Abaixo separamos alguns casos que permitem aos beneficiários do INSS solicitar pelo aumento de seu benefício, entenda cada situação e veja se você poderá melhorar o valor que está sendo fornecido para você. 

1 – Pagamentos que estão atrasados

Autônomos e os empreendedores que não realizaram contribuições em alguns períodos juntamente ao INSS poderão fazer o pedido de recolhimento daquilo que está atrasado. 

Contudo, é necessário fazer o cálculo do valor para ver se é viável. 

2 – Jovem Aprendiz

O cidadão que tenha feito parte de tarefas no papel de Jovem Aprendiz em qualquer escola de qualificação profissional, seja da categoria técnica, seja industrial, até 1998, pode adicionar esse tempo no cálculo do benefício.

É necessário que esse período seja comprovado por meio de documentação.

Também é válido para qualquer pessoa que esteve sob regime militar. 

3 – Apoio para terceiros

De acordo com o que foi decidido pelo Superior Tribunal de Justiça será permitido pedir revisão de 25% do valor da pensão para quem é dependente do auxílio de terceiros para fazer tarefas do dia a dia. 

Isso é em casos de pessoas que possuam alguma limitação mental ou física. 

Esse valor seria destinado para fazer o pagamento de enfermeiros ou ajudantes. 

Ao realizar esse pedido, o segurado precisa passar por outra avaliação com o perito médico. 

4 – Trabalhador Rural

Há milhares de cidadãos brasileiros que acabaram exercendo trabalho rural e acabaram contribuindo nessa modalidade antes de executar algum trabalho da categoria urbana. 

Porém, muitos não incluíram esse período no cálculo que foi feito na hora de pedir benefício INSS.

Nesse caso, é necessário que os comprovantes das atividades sejam apresentados, o cálculo pode ser revisto e o benefício pode ter valor aumentado. 

5 – Resgate de descontos do Imposto de Renda

Aqueles segurados que estão recebendo benefício e possuem o desconto em cima do Imposto de Renda na fonte, está permitido pedir a isenção do seu imposto de renda em casos que sofre de alguma doença grave.

Quem estiver portando a doença considerada grave fica isenta do Imposto em relação a Renda da Pessoa Física (IRPF). 

Nesse cenário também é necessário apresentar laudos médicos e passar pela perícia realizada diretamente pelo INSS.

6 – Funcionário Público

Quem já contribuiu exercendo o papel de funcionário público seguindo o regime definido pela Previdência, poderá solicitar o aumento do valor do período integral que foi contribuído mensalmente.

Para que isso seja realidade será necessário disponibilizar comprovantes. 

7 – Revisão de cálculo de benefício

Nesse cenário, para pedir revisão é preciso que o solicitante realize uma ação judicial, pois o órgão não possui a responsabilidade de fazer revisão via administração. 

Sendo assim, procure por um dos advogados previdenciários do site Advoga e faça valer os seus direitos!

8 – Teto do benefício do INSS

Qualquer beneficiário do INSS que tenha conseguido o benefício antes do ano de 2003 poderá entrar com pedido de revisão, entretanto será necessário que o valor desse recurso seja no limite do teto do período que houve concessão. 

Quais são os documentos necessários? Entenda!

Cada situação é única, como pode ser percebido nos exemplos anteriores, logo os documentos exigidos vão variar.

De forma geral, para conseguir atendimento em agência, o INSS aconselha que o segurado leve documento de identificação que tenha foto mais o número do CPF.

Também é importante ter em mãos os documentos que irão ser usados para justificar cada alegação. 

Desta maneira, o INSS estará pronto para fazer análise, em seguida, haverá comunicação de resultado para o solicitante e assim haverá a abertura do prazo de recurso, para o caso do segurado discordar da resposta. 

É seu direito!

Se atente em cada situação que foi citada que permite a revisão de benefício INSS, afinal, esse é um direito que você lutou a vida toda para conquistar, portanto, é importantíssimo entender melhor sobre o processo de correção. 

Gostou do artigo? Compartilhe-o em suas redes sociais!

Instagram