Quais são as melhores bolsas de maternidade?

Conheça os principais modelos de bolsas de maternidade e saiba o que carregar na sua.

Durante a montagem do enxoval do bebê, em algum momento, surgirão dúvidas sobre qual bolsa de maternidade incluir na lista de compras.

De fato, essa é uma questão que merece uma atenção maior, visto que a bolsa para mães precisa atender tanto às preferências da mulher, quanto comportar os itens essenciais do bebê.

Quais são os tipos de bolsas de maternidade?

Antigamente, as bolsas de maternidade mais utilizadas eram aquelas que vinham nos tradicionais kits, compostos por malas de diversos tamanhos, frasqueiras e alguns acessórios, como o trocador, por exemplo.

No entanto, dado à falta de praticidade desse modelo de bolsa, novos tipos foram conquistando espaço no mercado. Abaixo, confira mais detalhes sobre as bolsas maternidade mais populares atualmente.

Kit de bolsas de maternidade

Embora essas bolsas apresentem as desvantagens citadas acima, elas não caíram em desuso. Muitas mães ainda dão preferência à elas pela aparência e por já estarem acostumadas a utilizá-las.

Esse modelo de bolsa é realmente muito característico de bebê, inclusive, o design é muito bonito e delicado. Porém, o formato não é confortável e há poucos compartimentos, tanto no interior, quanto no exterior.

Dessa forma, por mais que haja modelos grandes e espaçosos, os objetos não ficam bem divididos — o que dificulta o acesso a eles. Então, se você pretende sair sozinha com o seu bebê nos primeiros dias dele, é bom pensar bem antes de optar por esse tipo de bolsa.

Caso você vá estar sempre acompanhada e tenha a questão visual como algo importante, comprar esse kit pode ser uma boa opção.

Mochila maternidade

As mochilas maternidade têm ganhado o coração de muitas mamães, sobretudo as de primeira viagem, que tendem a fazer muitas pesquisas antes de tomar uma decisão.

Esse modelo traz muitos benefícios, como deixar seus braços livres para carregar o bebê e distribuir o peso de forma confortável sobre os ombros, sendo totalmente pensado para facilitar a sua vida.

Assim, há dois suportes na lateral. Um deles tem uma abertura para que você consiga retirar o lenço umedecido sem precisar tirar o pacote da bolsa. O outro tem compartimentos térmicos para mamadeiras, diversas divisórias no interior, fechos menores para colocar objetos pequenos e diferentes maneiras de acessar os objetos.

Além da abertura principal, por cima, há outra na parte de trás da mochila, para que você possa pegar o que estiver no fundo, sem precisar tirar todos os objetos de dentro da bolsa.

Há alguns tipos que também têm um lugar na parte de trás para colocar o celular e outro na lateral para guardar fones de ouvido ou cabos usb. Em resumo, a mochila maternidade é o retrato da mãe moderna.

Sacola maternidade

As sacolas maternidade são bastante semelhantes às bolsas que as mulheres usam no dia a dia para trabalhar, porém, são totalmente adaptadas para comportar os acessórios do bebê.

Elas tendem a ser mais maleáveis do que a mochila maternidade e as bolsas tradicionais, mas também possuem diversos compartimentos, divisórias e fechos estratégicos. Além disso, normalmente, há dois tipos de alça: de mão e de ombros. A última, pode ser carregada tanto em um ombro só, quanto na transversal.

Esse modelo tende a ser mais discreto que o kit tradicional e mais sofisticado do que a mochila. Na verdade, pode-se dizer que é um meio-termo entre esses dois tipos.

Então, se você não gosta de usar mochilas, mas, ao mesmo tempo, procura um modelo de bolsa que seja mais prático para a sua rotina, a sacola maternidade pode ser a melhor alternativa.

O que carregar na bolsa maternidade?

Se você ainda está com dúvidas sobre qual modelo escolher, saber o que terá que carregar, talvez, te ajude a entender melhor o que você precisa que a bolsa maternidade te proporcione.

Abaixo, confira a lista de itens que você sempre terá que ter na bolsa, classificados de acordo com o nível de importância.

Indispensáveis

  • Documentos do bebê (certidão de nascimento ou identidade, cartão do plano de saúde e caderneta de vacinação);
  • Fraldas descartáveis ou ecológicas;
  • Lenço umedecido ou algodão e garrafa térmica com água morna;
  • Saco impermeável (caso use fralda ecológica);
  • Pomada antiassadura (caso use fralda descartável);
  • Duas a três trocas completas de roupa (incluindo um casaquinho);
  • Manta;
  • Trocador portátil;
  • Mamadeira (caso o bebê não mame no peito);
  • Água filtrada (após os 6 meses do bebê);
  • Comidinhas (após os 6 meses do bebê),
  • Remédios (para febre, dor e cólica, assim como antialérgicos, descongestionantes, vitaminas, etc).

Importantes

  • Cueiro;
  • Paninhos de boca;
  • Toalhinhas;
  • Fraldinhas de pano;
  • Babador,
  • Brinquedinhos (chocalho, mordedor, ursinho, etc);

Opcionais

  • Escovinha de cabelo;
  • Chupeta (caso o bebê não mame no peito),
  • Colônia.

Dicas extras

Se puder, tenha uma bolsa para cada situação. Por exemplo, para saídas rápidas, tenha um acessório pequeno e leve os itens indispensáveis nele, em menor quantidade.

Para saídas longas, tenha uma bolsa maior. Caso seja preciso, aumente a quantidade de itens e leve todos os listados. Se vai dormir fora com o bebê, adicione itens de higiene (sabonete, shampoo e condicionador) e toalha de banho.

Em relação aos remédios, procure ter uma farmacinha exclusiva para sua bolsa, com frascos menores ou amostras grátis, de preferência, com embalagens de plástico. Por fim, não se esqueça de ter sempre uma necessaire sua na bolsa do bebê, composta por itens essenciais para você.

Instagram