Governo de SP entrega primeiro lote de cilindros de oxigênio para regiões da Baixada Santista e Vale do Paraíba

Estado distribui 216 equipamentos a municípios em situação emergencial de atendimento a pacientes moderados e graves da COVID-19

O Governo de São Paulo liberou nesta quarta-feira (31) o primeiro lote de cilindros de oxigênio para reforçar o atendimento a pacientes com COVID-19. Do total de 3 mil equipamentos adquiridos pelo Estado, as 216 unidades iniciais vão atender hospitais nas regiões da Baixada Santista e Vale do Paraíba.

Cilindros de oxigênio

Os Secretários de Estado Patricia Ellen (Desenvolvimento Econômico), Jean Gorinchteyn (Saúde) e Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) acompanharam a retirada dos equipamentos em uma indústria na cidade de Jundiaí. Novas entregas serão feitas de acordo com nível de urgência de cada cidade e disponibilidade de cilindros, sem que nenhum município fique desassistido.

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Patricia Ellen

“Este momento é muito importante que requer responsabilidade e a colaboração de todos. Estamos fazendo a nossa parte para garantir que em São Paulo não haja colapso do sistema de saúde e não falte oxigênio para nenhum cidadão”, disse a Secretária Patricia Ellen.

O lote desta quarta atende aos municípios de Guarujá (30), Santos (80), Bertioga (6), Caçapava (40), Cruzeiro (20), Santo Antônio do Pinhal (20) e Lorena (20). Nesta quinta-feira (1º), será liberado um segundo lote com 324 cilindros e, na semana que vem, mais uma remessa com 400 equipamentos.

Jean Gorinchteyn

“Esta medida vai ajudar as Unidades de Pronto Atendimento e garantir a assistência dos pacientes. Nosso objetivo é garantir um atendimento de qualidade a todos, desde os quadros clínicos moderados até os mais graves”, afirmou o Secretário Jean Gorinchteyn.

Marco Vinholi

Segundo o Secretário Marco Vinholi, o Estado recebeu pedidos de municípios por apoio na aquisição de cilindros de oxigênio. “Amanhã sai mais uma remessa para atender outras regiões do Estado. Isso vai possibilitar que Unidades de Pronto Atendimento e outros equipamentos de saúde tenham o oxigênio necessário para continuarem a batalha pela vida neste momento tão crítico da pandemia.”

3 mil equipamentos

Mais cedo, o Governador João Doria anunciou a compra de 2 mil cilindros e mil concentradores de oxigênio. Os aparelhos dão apoio a pacientes menos graves, liberando respiradores mecânicos a pacientes que precisam de intubação nas UTIs.

Governo de São Paulo

O Governo de São Paulo entrou em contato com todas as universidades para verificar a disponibilidade de cilindros. O município de Registro já recebeu 16 equipamentos da Unicamp no final de semana. Outras cidades também serão atendidas conforme a disponibilidade.

Mobilização e apoio

As Secretarias da Saúde, de Desenvolvimento Econômico e de Desenvolvimento Regional, a agência InvestSP e o Instituto Butantan estão trabalhando em conjunto nessa iniciativa. Na última semana, grandes empresas aderiram ao chamamento para esforço conjunto no fornecimento de cilindros de oxigênio.

A Ambev vai montar uma usina exclusivamente dedicada ao envase de oxigênio na região de Ribeirão Preto para fornecimento gratuito à rede pública de saúde, em especial hospitais municipais.

A Copagaz e Ultragaz também se comprometeram a adaptar a frota de transporte de botijões de gás para distribuir os cilindros de oxigênio atendendo à logística das unidades de saúde. O acordo também será executado sem custos para Estado e municípios.

Campanha de doação

O Governo de São Paulo promove uma campanha de doação de cilindros de oxigênio e convida empresas, laboratórios de pesquisa e organizações que possam doar ou emprestar os equipamentos. Para mais informações, o contato deve ser feito pelo e-mail doeO2@sp.gov.br.

A secretaria de Desenvolvimento Econômico Patrícia Ellen, o Secretário de Desenvolvimento Regional Marco Vinholi e o Secretário de Saúde Jean Gorinchteyn, acompanham a liberação da entrega do primeiro lote de cilindros de oxigênio adquiridos pelo Governo de SP para reforçar o atendimento aos pacientes da Covid-19. Foto: Governo do Estado de São Paulo
Instagram