Conheça os principais tecidos de lingerie

Para quem busca por comodidade e conforto, conhecer os principais tipos de tecido é o segredo para escolher a lingerie ideal. Hoje há uma enorme variedade de peças no mercado, pensadas para atender as necessidades de diferentes consumidoras.

O tecido vai depender do tamanho, tipo de modelo e até finalidade do uso — muitas mulheres podem apresentar alergias ou incômodos ao tecido, de modo que saber a qualidade dele é importante tanto para as consumidoras, quanto para as empresas que confeccionam lingerie feminina.

Algodão

Um dos melhores tecidos disponíveis no mercado, o algodão está presente em quase todos os tipos de lingerie (desde sutiã à calcinha). É um tecido de fibras naturais confortável para confecção, além de contribuir para a saúde íntima feminina. Não é a toa ser o queridinho de empresas e consumidoras.

Porém, é importante checar na etiqueta se a lingerie é feita de 100% de algodão, pois algumas peças podem ter sido confeccionadas a partir de diferentes tipos de tecido.

Renda

A renda é uma das escolhas preferidas das mulheres, e não é para menos — é o tecido mais usado em peças mais elaboradas (um body de renda, por exemplo) e está presente em quase todo o mercado.

É composto por 100% algodão ou por uma combinação de viscose e poliéster. O ponto negativo da renda é que, por não permitir que a pele respire, pode causar alergias a algumas mulheres. O uso é recomendado por um curto período de tempo.

Microfibra

A microfibra é um tecido sintético feito de 80% de poliéster e 20% de poliamida. Está sempre presente entre as opções de tecido para calcinhas femininas.

Em razão da fibra desse material ser três ou quatro vezes mais fina que a seda e o algodão, a pele se adequa bem a ele, evitando casos de irritação ou alergia no dia a dia. Garantindo máximo conforto e comodidade às consumidoras.

Poliamida

Apesar de sintética, a poliamida possui características próximas às das fibras naturais, muito semelhante ao algodão. O tecido também absorve o calor e o suor, contribuindo para que a área íntima não fique abafada.

Promove conforto e um grande nível de respirabilidade da pele, e é considerada um dos melhores tecidos para a confecção de lingerie.

Poliéster

O poliéster tem sua composição de origem sintética e é amplamente usado na confecção de roupas e lingerie no mercado, por normalmente ser um tecido mais barato. Para lingerie, porém, ele deve ser usado com cuidado.

Pela facilidade de atrito, o poliéster pode causar irritação na região mamária, além de esquentar muito e causar alergias na área íntima. Os problemas podem ocorrer em decorrência da qualidade do tecido.

Cotton

O cotton é um tecido composto por 92% de algodão e 8% de elastano. Como os outros, é amplamente usado na produção de lingerie no Brasil — sendo confortável, macio e por possibilitar maior respirabilidade da área íntima.

Apesar de conter elastano (geralmente em uma menor quantidade), ele não interfere na funcionalidade da fibra de algodão.

E então, anotou as funcionalidades de cada tecido? Conhecer os principais permite escolher a lingerie que mais irá lhe conferir conforto, comodidade e bem estar no dia a dia.

Imagem de press 👍 and ⭐ por Pixabay 

Instagram