Sindilojas-SP manifesta indignação e solicita a revogação das medidas anunciadas

O Sindicato dos Lojistas do Comércio de São Paulo (Sindilojas-SP), entidade empresarial da categoria dos lojistas do comércio estabelecidos em ruas e em shopping centers, manifesta sua indignação pelas novas medidas implantadas pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal da Capital de São Paulo.

Mesmo compreendendo que as medidas são para evitar o aumento dos casos de covid 19, o comércio lojista não pode novamente ser penalizado pelas medidas dos governos, assim como vem acontecendo desde o início da pandemia.

Essas ações levaram milhares de empresas, principalmente as pequenas e familiares, à falência, gerando também desemprego a milhares de comerciários. E agora, sem auxílio ou medidas emergenciais, o cenário será ainda mais devastador.

Comércio

O comércio representado pelo Sindilojas-SP segue cumprindo as regras de higiene, saúde e distanciamento social nos atendimentos aos clientes, fornecedores e colaboradores. Certamente essa categoria não é a responsável pelas aglomerações que, quando acontecem, são ocasionadas pelo comércio informal, sacoleiros e marreteiros que se distribuem em frente aos lojistas legalizados, que pagam seus impostos e cumprem sua parte na prevenção e combate à pandemia.

As empresas estabelecidas em shopping centers servem de exemplo na luta contra o coronavírus. Nas entradas desses estabelecimentos há álcool gel para higienização das mãos, além da medição de temperatura corporal e demais investimentos já realizados. E são justamente esses comércios que serão penalizadas com mais dias sem faturamento e, por consequência, não terão como cumprir seus contratos com empreendedores de shopping center.

Sindilojas-SP

O Sindilojas-SP continua na sua luta para a sensibilização das autoridades, solicitando a revogação das medidas anunciadas.     

Instagram