PALMEIRAS SUPERA GRÊMIO EM CASA E CONQUISTA SUA 4ª COPA DO BRASIL DE FORMA INVICTA

O Palmeiras conquistou o seu quarto título da Copa do Brasil, de forma invicta, assim como em 2012 (os outros foram em 1998 e 2015) após superar o Grêmio por 2 a 0, com gols de Wesley, aos sete do segundo tempo, com assistência de Raphael Veiga, e Gabriel Menino, aos 39. No duelo de ida, na Arena Grêmio, o Alviverde havia vencido por 1 a 0 com gol de Gustavo Gómez, no primeiro tempo, de cabeça, também com assistência de Raphael Veiga (cobrança de escanteio).

Clique aqui para ver a ficha técnica, estatísticas e tudo sobre o jogo!

O Palmeiras conquistou três títulos na temporada 2020: do Campeonato Paulista, da Libertadores e da Copa do Brasil. A última vez em que o Alviverde conquistou tal feito foi há 27 anos, em 1993, quando, na ocasião, o Maior Campeão do Brasil sagrou-se Campeão Paulista, do Rio-São Paulo e do Brasileiro.

De todas as equipes da elite do futebol brasileiro na temporada de 2020, o Verdão é o único clube que conseguiu disputar todos os jogos possíveis até aqui, pois avançou em todos os torneios dos quais participou: Florida Cup, Paulista, Copa do Brasil e Libertadores, além do próprio brasileiro, que já iria disputar as 38 partidas independentemente de seu desempenho, e da Copa do Mundo de Clubes da FIFA Catar 2020, que, mesmo perdendo a semifinal contra o Tigres-MEX, ainda voltou a entrar em campo para a disputa do terceiro lugar, completando a grade de atuação nos jogos possíveis. São, ao todo, 79 partidas até aqui, com 40 vitórias, 25 empates, 14 derrotas, 121 gols marcados e 56 gols sofridos.

Palmeiras

Este foi o quarto título do Palmeiras em sua arena, inaugurada em 2014. Neste palco, conquistou a Copa do Brasil de 2015, contra o Santos, o Brasileiro de 2016, contra a Chapecoense, e o Paulista de 2020, contra o Corinthians. E agora a Copa do Brasil 2020 sobre o Grêmio.

Palmeiras conquistou o seu quarto título da Copa do Brasil

Pela Copa do Brasil, este foi o sexto encontro entre Grêmio e Palmeiras. Nas cinco ocasiões anteriores (1993, quartas, 1995, oitavas, 1996, semi, 2012, semi, e 2016, quartas), o Verdão obteve duas classificações (1996 e 2012) e o Grêmio outras três (1993, 1995 e 2016). Portanto, ao ter se consagrado campeão diante do time gaúcho, o Verdão deixar tudo igual no retrospecto de mata-mata por esta competição nacional.

O Palmeiras chegou à sua décima vitória seguida em duelos decisivos de mata-mata (ou seja, valendo classificação ou disputa de título) no Allianz Parque. Ao todo, o Palmeiras disputou 21 duelos decisivos em sua arena inaugurada em 2014 (já com este). O saldo é extremamente favorável: foram 17 vitórias e apenas quatro derrotas, sendo que o Maior Campeão do Brasil chegou, agora, a dez vitórias seguidas ao ter sido campeão contra o Grêmio.

Neste quesito, considera-se apenas os jogos disputados no Allianz que, de fato, valeriam a classificação (portanto, o segundo duelo de eventuais confrontos de ida e volta e também jogos únicos de caráter eliminatório).

O primeiro duelo decisivo em que o Palmeiras se deu bem em sua casa foi justamente em um jogo de Copa do Brasil, em 12/05/2015, contra o Sampaio Corrêa-MA: o Palmeiras venceu por 5 a 1 no Allianz e se classificou para a terceira fase do Nacional (fase esta que precedia as oitavas de final), edição do torneio da qual sairia como o grande campeão.

Já a vitória mais recente antes do dessa noite havia sido a classificação diante do River Plate-Argentina, pela Libertadores 2020, quando mesmo perdendo por 2 a 0, o Alviverde passou de fase em casa, pois, fora de casa, dias antes, havia goleado o River por 3 a 0 na Argentina (gols de Rony, Luiz Adriano e Viña).

Apenas pela Copa do Brasil em jogos mata-mata no Allianz Parque, o saldo é extremamente positivo para o Palmeiras: nove disputas e oito vitórias.

CONFIRA ABAIXO A RELAÇÃO DE TODAS AS PARTIDAS DECISIVAS DISPUTADAS EM CARÁTER ELIMINATÓRIO NO ALLIANZ PARQUE:

12/05/2015 – Palmeiras 5×1 Sampaio Corrêa-MA – Copa do Brasil – 2ª Fase- Vencedor
30/09/2015 – Palmeiras 3×2 Internacional – Copa do Brasil – Quartas – Vencedor
28/10/2015 – Palmeiras 2×1 Fluminense – Copa do Brasil – Semi – Vencedor
02/12/2015 – Palmeiras 2×1 Santos – Copa do Brasil – Final – Vencedor
18/04/2016 – Palmeiras 2×0 São Bernardo – Campeonato Paulista – Quartas – Vencedor
19/10/2016 – Palmeiras 1×1 Grêmio – Copa do Brasil – Quartas – Derrotado
09/08/2017 – Palmeiras 1×0 Barcelona-EQU – Libertadores – Oitavas – Derrotado
23/05/2018 – Palmeiras 1×1 América-MG – Copa do Brasil – Oitavas – Vencedor
03/10/2018 – Palmeiras 2×0 Colo-Colo-CHI- Libertadores – Quartas – Vencedor
31/10/2018 – Palmeiras 2×2 Boca Juniors-ARG – Libertadores – Semi – Derrotado
07/04/2019 – Palmeiras 0x0 São Paulo – Campeonato Paulista – Semi – Derrotado
30/05/2019 – Palmeiras 2×0 Sampaio Corrêa-MA – Copa do Brasil – Oitavas- Vencedor30/07/2019 – Palmeiras 4×0 Godoy Cruz-ARG – Libertadores – Oitavas – Vencedor
29/07/2020 – Palmeiras 2×0 Santo André – Campeonato Paulista – Quartas – Vencedor02/08/2020 – Palmeiras 1×0 Ponte Preta – Campeonato Paulista – Semi – Vencedor
08/08/2020 – Palmeiras 1×1 Corinthians – Campeonato Paulista – Final – Vencedor
05/11/2020 – Palmeiras 1×0 Bragantino – Copa do Brasil – Oitavas – Vencedor
02/12/2020 – Palmeiras 5×0 Delfín-EQU – Libertadores – Oitavas – Vencedor
15/12/2020 – Palmeiras 3×0 Libertad-PAR – Libertadores – Quartas – Vencedor
12/01/2021 – Palmeiras 0x2 River Plate-ARG – Libertadores – Semi – Vencedor
07/03/2021 – Palmeiras 2×0 Grêmio –  Copa do Brasil – Vencedor

VERDÃO SAIU VITORIOSO EM 64 DE 85 CONFRONTOS PELA COPA DO BRASIL

Esta é a 25ª participação do Palmeiras na Copa do Brasil. A primeira foi em 1992, quando chegou às semifinais. Em 1996, alcançou as finais pela primeira vez e ficou com o vice. Em 1998, 2012 (invicto), 2015 e, agora, 2020 (invicto), sagrou-se campeão.

Ao longo das 25 participações, o Alviverde disputou um total de 85 confrontos eliminatórios ou valendo o título, alguns em jogo único e a maioria em partidas de ida e volta. Em 64 ocasiões, obteve a classificação (ou levantou a taça), ficando pelo caminho (ou com a medalha de prata) 21 vezes.

Especificamente em finais de Copa do Brasil, o Verdão já participou cinco vezes já considerando a atual (1996, 1998, 2012, 2015 e 2020), tendo sido campeão em quatro e sendo eliminado em uma única oportunidade (1996).

No consolidado estatístico entre Palmeiras e Grêmio por Copa do Brasil (ou seja, somando resultados de ida e volta das fases decisivas), o Palmeiras leva vantagem: foram 12 jogos já com o de hoje, com quatro vitórias para o Verdão, duas para o Grêmio e seis empates, 16 gols a favor da equipe paulista e 12 tentos gremistas.

Nos aspectos individuais, Raphael Veiga foi o único jogador do elenco atual que disputou todas as oito partidas possíveis pela Copa do Brasil, tendo sido campeão sobre o Grêmio disputando todos os duelos da campanha. Encerrou a atual edição da Copa do Brasil como artilheiro e garçom do Palmeiras, com quatro gols (isolado) e duas assistências (ao lado de Zé Rafael). Veiga havia concedido assistência para Gustavo Gómez no duelo de ida pela final da Copa do Brasil contra o Grêmio, fora de casa, em cobrança de escanteio – o paraguaio completou de cabeça para o fundo das redes tricolores. Com os 25 gols que possui, ele é o terceiro artilheiro geral do atual elenco, atrás só de Luiz Adriano, com 27 de ao todo, e de Willian Bigode, com 56.

Raphael Veiga é um dos três palmeirenses a ter marcado em todas as competições regulares disputadas em 2020 – os outros são Luiz Adriano e Gustavo Gómez. Ele pontuou uma vez no Paulista, 11 no Brasileiro até aqui (sendo o artilheiro do time na competição, seguido de Luiz Adriano, com dez), duas na Libertadores e outras quatro na Copa do Brasil (que também faz dele o artilheiro do time no torneio nacional), enquanto Luiz Adriano fez três gols pelo Estadual, dez pelo Brasileirão, cinco pela Libertadores e dois na Copa do Brasil, e Gustavo Gómez fez um pelo Paulista, um pelo Brasileiro, dois pela Copa do Brasil e dois pela Libertadores.

Wesley

Wesley marcou o gol decisivo que deu o alívio neste duelo de volta contra o Grêmio até Gabriel Menino selar de vez a conquista do título. Wesley tem uma história de supeção curiosa que foi coroada com este gol: ele retornou recentemente de lesão após 32 jogos fora do time (cerca de três meses). O camisa 47 havia sido titular na partida de ida da final da Copa do Brasil 2020, contra o Grêmio, fora de casa, vitória por 1 a 0 (gol de Gustavo Gómez) e (foi um dos seus primeiros jogos após seu retorno) e, apesar do tempo fora do time, o jogador ainda domina algumas estatísticas individuais da temporada 2020: lee fechou o ano referente a 2020 como o quarto colocado em dribles dentre os palmeirenses na temporada 2020, com 27 fintas, o quinto atleta do grupo que mais finalizou corretamente na temporada 2020, com 24 chutes a gol, ao lado de Gabriel Menino, e o sexto com mais assistências, com seis passes para que seus companheiros pudessem marcar, assim como Willian Bigode.

Gabriel Menino

Gabriel Menino fez o gol que confirmou de vez o título do Palmeiras da Copa do Brasil 2020, aos 39 minutos do segundo tempo (2×0). Ele é a Cria da Academia que fez mais jogos na temporada 2020 (62, contra 51 de Patrick de Paula), o oriundo da base com mais minutos em campo na temporada 2020 (4325) e fechou em primeiro no quesito dentre oriundos da base também na Libertadores (1055 minutos). No Brasileiro 2020, fechou a competição como o garçom da equipe, isolado, com sete passes a gol, seguido de Scarpa, com cinco. Na temporada 2020, Menino encerra sua participação como o segundo que mais proporciona chutes a gol, com 62 assistências para finalizações, atrás só de Lucas Lima, com 72 (números do Footstats, que não incluem os passes que resultaram em bola na rede) e também como o segundo palmeirense em 2020 que mais interceptou jogadas adversárias (ou seja, quando o passe, lançamento ou cruzamento rival é impedido no meio do caminho) com 30 intervenções, atrás de Vinã, com 32; além disso, figurou ainda no top 5 de jogadores do Palmeiras que mais desarmam na temporada 2020, na quarta posição, com 88 roubos de bola, além de ter sido o garçom geral do time, com dez assistências em 2020.

O treinador Abel Ferreira, que conquistou o seu segundo título pelo clube em apenas 32 partidas pelo clube (já havia sido campeão da Libertadores em 30/01 pelo Verdão), de quebra, ampliouo seu ótimo retrospecto em jogos de mata-mata desde que chegou ao Verdão. Ou seja: partidas que valem título ou classificação. Foram oito vitórias em dez confrontos disputados considerando jogos eventualmente dirigidos por auxiliares: os dois únicos que não venceu foram nos jogos da Copa do Mundo de Clubes da FIFA Catar 2020™️, em mata-mata contra o Tigres-MEX, que valia vaga à final, e outro duelo contra o Al Ahly, do Egito, que valia o terceiro lugar.

Já as vitórias de Abel em mata-mata começaram logo em sua estreia pelo clube palmeirense: Abel Ferreira assumiu o comando da equipe do Palmeiras justamente em um decisivo que valia classificação para as quartas de final da Copa do Brasil – portanto, enfrentou, pelas oitavas do Nacional o Red Bull Bragantino no duelo de volta após o interino Andrey Lopes (o Cebola) ter dirigido a equipe no jogo de ida. Com o triunfo por 1 a 0 no jogo de volta já com Abel estreante (após ter vencido por 3 a 1 na ida, fora de casa, com Andrey Lopes, o Cebola), o Palmeiras obteve a primeira classificação na era do novo treinador, em 05/11.

Depois, vieram outros seis avanços de fase ou título (cinco com Abel e um com o auxiliar Vitor Castanheira). Em 18/11, foi a vez de eliminar o Ceará pelas quartas de final da Copa do Brasil (este, com Castanheira); os outros cinco, todos com Abel, foram em: 02/12, quando passou pelo Delfín-EQU nas oitavas de final da Libertadores; em 15/12, quando despachou o Libertad-PAR nas quartas do Continental; em 30/12, ao voltar a jogar pela Copa do Brasil, nas semifinais, e eliminar o América-MG; em 12/01, mesmo perdendo em casa, eliminou o River Plate-ARG nas semifinais da Libertadores; em 30/01 venceu o Santos na final da Libertadores, no Maracanã, em jogo único; por último, hoje, sagrou-se campeão sobre o Grêmio.

Sozinho, o técnico Abel Ferreira soma 32 jogos, 17 vitórias, sete empates e oito derrotas. Considerando toda a era Abel Ferreira (incluindo jogos comandados pelos auxiliares, nos quais, ou o treinador esteve fora por ter contraído Covid-19 ou por estar suspenso), foram 37 partidas disputadas: 18 vitórias, 11 empates e oito derrotas.

Os jogos comandados pelos auxiliares foram: Ceará 2×2 Palmeiras no Castelão, em 18/11, resultado que valeu classificação do Verdão às semifinais da Copa do Brasil, com Vitor Castanheira (na ocasião, Abel Ferreira estava suspenso e João Martins, substituto imediato de Abel, estava infectado com coronavírus); depois, em 05/12 (empate por 2 a 2 com o Santos, fora de casa, Brasileiro), em 08/12 (empate por 1 a 1 com o Libertad-PAR, fora de casa, Libertadores); em 12/12 (vitória por 3 a 0 contra o Bahia, em casa, Brasileiro), foi João Martins quem dirigiu o time, nestes três jogos seguidos, pois Abel Ferreira estava com Covid-19; e por último em 22/02, quando contra o Atlético-GO na 37ª rodada do Brasileiro, quando Abel Ferreira esteve suspenso pelo acúmulo do terceiro cartão amarelo – foi João Martins o treinador (empate por 1 a 1 em casa).

RELEMBRE A TRAJETÓRIA DO PALMEIRAS NESTA COPA DO BRASIL

Nas oitavas de final, o time palmeirense avançou de fase com 100% de aproveitamento ao superar o Red Bull Bragantino por 3 a 1 fora de casa, em 29/10 (gols de Raphael Veiga, Wesley e Luiz Adriano) e confirmar classificação ao vencer por 1 a 0 com gol de Gabriel Veron no jogo de volta, no Allianz Parque, na estreia do técnico Abel Ferreira, em 05/11.

Depois, nas quartas de final, passou pelo Ceará, com triunfo por 3 a 0 em casa, em 11/11 (gols de Gustavo Scarpa, naquele dia como lateral-esquerdo, Raphael Veiga – e Gabriel Veron) e empate por 2 a 2 fora de casa, com dois gols de Raphael Veiga – naquela ocasião, o Alviverde teve 15 desfalques de jogadores por covid e outros três por lesão (além de Abel Ferreira, que estava suspenso, e o auxiliar imediato João Martins também havia contraído Covid-19 – então, que comandou o time foi Vitor Castanheira).

Na fase semifinal, o Palmeiras empatou com o América-MG por 1 a 1 (Gustavo Gómez marcou para o Verdão). Na volta, o Alviverde Paulista superou o Coelho por 2 a 0, no Independência, com gols de Luiz Adriano e Rony.

Palmeiras campeão da Copa do Brasil de 2020

Na fase final, superou o Grêmio fora de casa, com gol de Gustavo Gómez, de cabeça, após cobrança de escanteio de Raphael Veiga no primeiro tempo. E segurou o resultado favorável mesmo lutando contra um cenário adverso: aos 18 do segundo tempo, o zagueiro Luan foi expulso em lance envolvendo o gremista Diego Souza e, com um a menos, o Verdão sofreu pressão até o fim, mas segurou o resultado. Para suprir a ausência de um zagueiro, o técnico Abel Ferreira sacou o atacante Wesley e o meia Raphael Veiga e colocou em seus lugares, respectivamente, Alan Empereur e Gabriel Menino. No duelo de volta, o Verdão venceu por 1 a 0, com gol de Wesley, e sagrou-se campeão da Copa do Brasil pela 4ª vez e invicto pela segunda.

Fonte: Palmeiras 

VERDÃO
Foto: Cesar Greco
Instagram