Como escolher o ar-condicionado ideal para sua necessidade

Entenda os fatores a considerar na hora da escolha

O verão está chegando e o calor vem com a estação! Com isso, é preciso pensar em um ar-condicionado para ajudar a refrescar as altas temperaturas. Se você não conhece muito sobre estes aparelhos, as nossas dicas vão lhe ajudar a escolher o modelo ideal para a sua necessidade.

O melhor ar-condicionado é aquele que se adapta ao seu ambiente, seja em questão de espaço ou potência. Confira a seguir as nossas dicas para acertar na escolha do aparelho.

Entenda qual é o melhor tipo de ar-condicionado para a sua necessidade

Existem diferentes tipos de ar-condicionado no mercado e cada modelo se adequa a diferentes necessidades de espaço, potência, entre outros fatores. Se você mora em um prédio ou vila que possuem restrições de fachada, por exemplo, os modelos de janela são excelentes opções porque são mais compactos.

Quem mora em casas pequenas, os modelos split são excelentes opções. Eles possuem potência para refrigerar ambientes menores com tranquilidade, são mais silenciosos e não modificam a estética do ambiente.

Também existem os modelos de teto, bastante utilizados em escritórios e fábricas, já que eles possuem uma alta potência para refrigerar um ambiente onde muitas pessoas circulam durante o dia.

Calcule os BTUs necessários para o seu ambiente

Aprender a calcular os BTUs necessários para refrigerar o seu ambiente é fundamental na hora de escolher um ar-condicionado. Os BTUs são a potência do aparelho e a lógica é a seguinte: quanto mais BTUS, maior a potência do aparelho.

Porém, comprar um ar-condicionado com mais BTUs pode não ser a melhor opção. Dependendo do ambiente, um aparelho de potência razoável já é o suficiente.

Para saber a potência mínima necessária para o seu conforto, basta ter em conta quantos metros quadrados possui o seu ambiente e realizar o cálculo abaixo:

(600/800 x m²) + 600 = BTUs necessários de potência

Um ambiente pequeno precisa de, pelo menos, 600 BTUs se tiver pouca exposição ao sol e 800 BTUs em ambientes de maior exposição por metro quadrado.

Assim, num ambiente sem muita exposição ao sol, que tenha 8 m², a potência de ar-condicionado necessária é de 5.400 BTUs.

Verifique a voltagem do aparelho

Também é importante saber se a voltagem da sua residência é compatível com a do ar-condicionado. A dica é dar preferência para aparelhos que sejam bivolt, assim você não terá este problema. Para não ter transtornos com isso, consulte um eletricista e um técnico especializado para tirar suas dúvidas sobre a voltagem.

Certifique-se que o ar-condicionado possui o selo Procel

O selo Procel serve para identificar os eletrodomésticos mais econômicos. A classificação do selo é dividida entre A, B, C, D, E, F, G. As melhores classificações são os selos A e B, que atestam os aparelhos com maior potência de economia elétrica.

Considere o consumo de energia do equipamento

O consumo de energia é um dos principais fatores a se considerar na hora de escolher um ar-condicionado. Estes aparelhos costumam pesar bastante na conta de luz e isso preocupa muitos consumidores.

Prefira aparelhos que contenham tecnologias que reforcem a economia de energia. A nossa dica é comprar um ar-condicionado com tecnologia Inverter. Ela consegue manter a temperatura ambiente com mais tranquilidade, evitando picos de energia, o que pode gerar uma economia de até 70% na conta de luz.

Além disso, os ares-condicionado Inverter geram mais confortos, já que eles conseguem manter a temperatura ideal no ambiente sem tanto esforço e sem fazer tanto barulho em comparação aos modelos convencionais.

As nossas dicas são essenciais para escolher o ar-condicionado ideal para você. Esses aparelhos são necessários não só no verão, mas em todas as épocas do ano, principalmente, em um país tropical como o Brasil.

Imagem de mohamed Hassan por Pixabay 

Instagram