Celular com 5G no Brasil: já vale a pena ter um?

Mesmo quem não entende tanto de tecnologia já deve ter ouvido alguma notícia sobre a principal novidade da telefonia móvel para os próximos anos: o 5G. Para quem não está familiarizado com o conceito, vale a pena fazer uma explicação rápida: o 5G é a quinta geração da internet no mundo, que começou a funcionar em alguns locais da Ásia, em 2019, e está em processo de implantação no resto do mundo.

As principais diferenças são que o 5G é de 20 a 50 vezes mais rápido que o 4G, além de ter menor latência (tempo de resposta) e mais estabilidade. Desse modo, os downloads serão quase instantâneos e poderemos conectar todo tipo de aparelho à rede — todo tipo mesmo, inclusive robôs industriais e carros autônomos.

A Claro inova mais uma vez e é a pioneira na comercialização do 3G, do 4G, do 4.5G e, agora, traz a primeira rede comercial 5G DSS do Brasil.

A questão é que, para aproveitar essa tecnologia, você precisa de um celular com chip 5G, sendo que a maioria dos aparelhos que existem atualmente suportam apenas o 4G. Isso quer dizer que você precisa correr para alguma loja agora mesmo para trocar o seu? Calma! Antes de fazer essa escolha, há alguns fatores que você precisa levar em conta.

O sinal 5G já está disponível? Quando o 5G chega no Brasil?

Essa é uma pergunta importante de respondermos antes de pensar em comprar outro aparelho. Isso porque a tecnologia 5G ainda está em processo de implantação em todo o mundo: ela está funcionando em poucos países e, mesmo neles, o sinal ainda não está disponível em todos os lugares. Nos Estados Unidos, por exemplo, a operadora Verizon começou a investir mais na sua rede 5G após o lançamento do iPhone 12, no segundo semestre de 2020.

Aqui no Brasil, a tecnologia ainda depende do leilão do 5G pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), de modo que as empresas possam utilizar as frequências de rádio. As frequências são como “ruas” por onde os dados são transmitidos e cada operadora tem as suas faixas específicas. O leilão é essencial para que as operadoras comecem a investir na infraestrutura. Só depois disso o sinal ficará disponível para os usuários.

Isso tudo deveria ter acontecido em algum momento entre 2020 e o início de 2021. Porém, a pandemia da covid-19 e alguns debates políticos estão adiando a realização do leilão: ainda não foi definido se a empresa chinesa Huawei, que sofreu sanções nos Estados Unidos, será autorizada a participar do processo de implantação do 5G no Brasil, por exemplo. Assim, não há uma data para o leilão do 5G pela Anatel e, muito menos, para o início da operação dessa nova tecnologia no país. O sinal deve começar a funcionar mesmo entre 2022 e 2023.

Qual a diferença do 5G DSS para o 5G “de verdade”?

Enquanto a Anatel não libera as novas frequências, as operadoras estão buscando outros caminhos para continuar oferecendo mais velocidade para seus clientes. Entre elas está o 4.5G ou 4G LTE Advanced, que são versões mais avançadas da tecnologia já existente. A diferença entre elas é que o 4G comum usa apenas uma faixa de frequência (as ruas por onde os dados passam, como citamos anteriormente), enquanto as tecnologias mais recentes usam várias faixas ao mesmo tempo, proporcionando mais velocidade.

Mas e o 5G DSS, que algumas operadoras anunciaram em regime de testes para algumas cidades do Brasil, ainda em 2020? Ele também é uma melhoria em cima das frequências já existentes para o 4G — sem depender do leilão da Anatel, portanto. Por mais que ele seja até 10 vezes mais rápido que o sinal anterior, ainda não se trata do 5G “de verdade”, que oferece muito mais melhorias do que essa velocidade maior.

Atualmente, a disponibilidade do 5G DSS depende bastante de cada operadora, pois ela acontece em poucos bairros, de poucas cidades do Brasil. Vale a pena consultar os canais oficiais de cada empresa para conferir os planos de implantação da tecnologia.

Quais celulares têm 5G no Brasil?

Por outro lado, mesmo que o sinal ainda não esteja disponível no país, você já pode comprar um celular com 5G no Brasil. É possível aproveitar a internet que já existe nesses aparelhos e se conectar à nova tecnologia assim que ela começar a funcionar. As principais opções para quem deseja ter a nova geração de celulares agora mesmo são modelos topo de linha, como:

  • Apple iPhone 12 Pro/12 Pro Max
  • Apple iPhone 12/12 Mini
  • Samsung S21/S21+
  • Samsung Note 20/Note 20 Ultra
  • Motorola Edge/Edge+
  • Asus Zenfone 7/7 Pro
  • Xiaomi Mi 10T/10T Pro/10T Lite
  • OnePlus 8

Mas, com a expansão das redes 5G em outros países, mais modelos estão sendo lançados com esse tipo de chip, alguns mais acessíveis. No mercado brasileiro, quem está oferecendo mais opções nesse sentido é a Motorola: é possível encontrar o Moto G 5G por menos de R$ 2 mil no varejo, já com a nova geração de internet. Além disso, há o novo Moto G 100 e os já citados Edge e Edge+.

A questão é que, mesmo que você tenha um celular com 5G, você vai continuar usando a mesma internet 4G do seu aparelho anterior. Optar por um modelo com essa tecnologia pode ser uma escolha válida para quem já estava planejando trocar de celular e pretende ficar um bom tempo com ele — 2022 ou 2023, pelo menos. No fim das contas, a nova geração dos topos de linha, com suas câmeras e processadores avançados, já estão vindo sempre com chips 5G. Quem comprar um iPhone 12 terá 5G mesmo que não queira…

Por outro lado, se você estava pensando em comprar outro celular apenas para aproveitar o novo sinal e costuma trocar de aparelho com certa frequência, acreditamos que vale a pena esperar. Sendo assim, a resposta para a pergunta “já vale a pena comprar um celular com 5G no Brasil?” é um sonoro e simples “calma!”. Ainda vai demorar um tempo para a gente poder usufruir das altas velocidades do 5G por aqui.

Enquanto isso, as operadoras continuam investindo na expansão e na melhoria de suas coberturas 4G. Se você quer saber quais são as melhores ofertas de internet móvel na sua região, você pode contar com o comparador de planos do Portal de Planos: no ar desde 2015, essa é uma plataforma prática e rápida para você conhecer os principais serviços de telefonia móvel, fazer comparativos e contratar seu pacote em alguns cliques.

Instagram