Brasil exporta 942 mil toneladas de frango halal no primeiro semestre de 2021

As exportações de frango para os países árabes seguem em alta. De acordo com a ABPA – Associação Brasileira de Proteína Animal – no primeiro semestre do ano deste ano, o Brasil exportou mais de 942 mil toneladas de frango halal para países árabes e muçulmanos. O valor registrado em receitas ultrapassa US$1.3 bilhão.

Exportações de frango halal para o mundo árabe

Nos primeiros seis meses do ano, segundo dados da ABPA – Associação Brasileira de Proteína Animal – as exportações de frango halal resultaram em 942 mil toneladas embarcadas. Os principais importadores (em toneladas) foram: Arábia Saudita com 396.365 t; Emirados Árabes 239.826 t; Iemen 85.130 t, Kuwait 73.050 t e Líbia 64.918 t.

Frango

O total de frango halal exportado pelo Brasil é responsável por em média 40% das exportações brasileiras de carne de frango (in natura e processados). Apenas no mês de junho, as receitas geradas com os embarques da proteína somam US$240 milhões.

“O mundo necessita de proteína com qualidade. É importante manter nossa resiliência e continuar com controles sanitários rígidos, buscar e ampliar as oportunidades de negócio. Nosso objetivo é abranger os tipos de proteínas para o mercado halal, inclusive, com carnes ovinas e caprinas halal. A ideia é oferecer mais opções de carnes com certificação halal para os muçulmanos em todo o mundo. Temos um mercado de exportação demandante e alguns abatedouros brasileiros visando o Oriente Médio”, ressalta gerente de Relações Internacionais da Cdial Halal, Omar Chahine.

O halal está em tudo que o muçulmano consome, desde alimentos, cosmético, fármaco, entre outros. “Porém é importante ressaltar que a certificação não é destinada somente aos muçulmanos, mas para qualquer comunidade que queira um produto de qualidade e seguro”, comenta Omar.

Cdial Halal

A Cdial Halal – Uma das maiores e mais importantes certificadoras halal do Brasil. É a única certificadora da América Latina acreditada pelos principais órgãos oficiais dos Emirados Árabes (EIAC) e do Golfo (GAC), o que confere seriedade e competência nos segmentos que atua.

Imagem de RitaE por Pixabay 

Instagram