Benefícios corporativos podem colaborar para reter profissionais talentosos na empresa

Satisfação do público interno tem se tornado uma busca de empresas que já entenderam que perder talentos é pior que perder dinheiro

Muito mais do que bons salários, os profissionais brasileiros procuram nos benefícios corporativos motivos para entrar em uma empresa ou se manter nela. Ano após ano, a satisfação do público interno tem se tornado uma busca de empresas que já sabem que perder bons profissionais é o mesmo que perder muito dinheiro, ou até pior. 

Isso porque profissionais talentosos e felizes contribuem diretamente para o crescimento e melhor desempenho da organização no mercado nacional e internacional. Com funcionários competentes e satisfeitos com a empresa, a organização melhora seu atendimento, fideliza clientes e otimiza resultados.

Segundo um recente estudo feito pela ManpowerGroup, especializada em analisar talentos profissionais, o Brasil está entre os países com maior dificuldade para preencher vagas específicas. O levantamento aponta, por exemplo, que o número de empregadores que relatam escassez de talentos é de 61%.

Portanto, quando se encontra esse tipo de profissional, é fundamental alinhar muito bem as políticas e ações de endomarketing, comunicação interna e benefícios corporativos para mantê-lo engajado e motivado na empresa. Veja os principais tipos de benefícios que mais atraem colaboradores.

Vale-alimentação: Este benefício é um dos mais proveitosos no quesito motivação do profissional. Focado em gastos em supermercado, o vale-alimentação é um estímulo externo da empresa para favorecer a alimentação da família deste profissional. Considerar não descontar o benefício em folha de pagamento é um fator ainda mais interessante. 

Terapia: A saúde emocional tem tomado conta de diversas discussões em ambientes corporativos. Cansaço mental, estresse e sobrecarga de trabalho, especialmente durante a pandemia, têm levado muitos bons profissionais ao esgotamento. Portanto, oferecer aos colaboradores sessões de terapia online é uma ótima forma de contribuir para o bem-estar emocional das equipes. 

Flexibilidade: Trabalhadores que dependem do transporte público para chegar ao trabalho conhecem bem os horários mais difíceis de entrar no trem, por exemplo. Isso porque a maioria das empresas exige a entrada no chamado “horário comercial”. Reformular o horário de trabalho também é uma forma de pensar nos colaboradores, afinal, ao oferecer flexibilidade, ele pode se programar para chegar com mais tranquilidade e evitar horários de pico. O próprio home office deve ser considerado no quesito flexibilidade para atrair e reter bons profissionais. 

Participação nos lucros: De acordo com pesquisa da Catho (2019), mais de 64% dos profissionais brasileiros acreditam que o dinheiro extra da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) é o benefício mais atrativo do mercado de trabalho. Embora a legislação (Lei nº 10.101) faça menção a este ponto, o benefício deve ser decidido em acordo entre empresa, colaboradores e sindicatos. Portanto, companhias que desejam reter seus talentos devem considerar a PLR como benefício anual. 

Foto: Divulgação

Instagram