6 cuidados de limpeza para ter na área do pet em casa

Evitar a proliferação de pulgas e carrapatos está entre as medidas de higiene essenciais

Quem tem cachorro ou gato em casa sabe que manter os ambientes onde eles circulam limpos pode ser um desafio, porque eles soltam pelos e podem acabar trazendo para dentro sujeira da rua ou do quintal. No entanto, manter as áreas por onde os animais passam sempre higienizadas faz parte das obrigações de um tutor.

Esse é um hábito importante para a saúde da sua família, mas também para a do seu pet. A limpeza ajuda a manter longe de vocês insetos e bactérias, que gostam da sujeira. Usar antipulgas e anticarrapatos também é uma boa ideia, pois esses parasitas representam risco para os animais.

Uma limpeza pesada deve ser feita no ambiente onde o pet dorme, come e faz as necessidades pelo menos uma vez por semana. No entanto, o mais recomendado é que esses locais sejam, pelo menos, inspecionados diariamente. Se você tem vários animais, principalmente.

Para te ajudar a não esquecer de nada, fizemos uma lista com recomendações de como higienizar o espaço e os itens do animal.

Lave os potes de água e ração

Se puder, faça isso todos os dias, especialmente se serve para os animais ração úmida ou comida feita em casa. Isso garante que a comida não vai azedar ou que o animal não acabe ingerindo algum bichinho que surgir nela.

Dá para fazer em cinco minutos: é só lavar com água e sabão e secar bem. No caso da água, troque diariamente, mesmo que tenha um bebedouro de água corrente. Oferecer água fresca, além de mais higiênico, costuma  incentivar os animais a bebê-la com mais frequência, prevenindo a desidratação.

Escove o animal e varra (ou aspire) a casa

Para evitar que a sua casa fique sempre cheia de pelos, escovar o animal regularmente é uma boa ideia. O hábito ajuda a retirar o excesso de pelos mortos, evitando sujar a casa e também que os pets — especialmente gatos — acabem ingerindo a pelagem.

Para o conforto de todos na sua casa, o ideal é varrer todos os dias ou aspirar os pelos, inclusive em móveis como sofá e cama. Se você tiver um aspirador robô, pode deixá-lo fazendo o trabalho sozinho enquanto você higieniza os outros itens do animal.

Limpe caminhas, casinhas e cobertores

O local onde o animal dorme também precisa ser higienizado, pelo menos a cada quinze dias. Isso evita o acúmulo de fungos e parasitas nas camas, casinhas e cobertores.

Verifique o rótulo desses itens, pois podem haver recomendações sobre qual é a melhor forma de limpá-los. No entanto, em geral, cobertores podem ser lavados na máquina, enquanto caminhas e casinhas podem ser limpas com pano umedecido em sabão neutro ou vinagre.

Não demore para retirar urina e fezes

Quanto mais rápido você limpar a urina e as fezes dos animais, menos o cheiro irá se espalhar pela sua casa. Se o seu cachorro só faz as necessidades no quintal ou durante os passeios, ótimo. Mas, se ele usa tapete higiênico, fique atento para notar o quanto antes.

No caso dos gatos, a caixinha de areia deve ser limpa diariamente e o ideal é que as fezes sejam retiradas assim que o animal defecar. Quando os animais têm horários certos para comer, o intestino deles costuma funcionar como um reloginho.

Previna pulgas e carrapatos

Esses parasitas são muito comuns em cachorros e gatos e, além de incomodarem e machucarem os animais, podem transmitir doenças graves. Por isso, também faz parte das medidas de higiene fazer, regularmente, o uso de antiparasitários para evitar a proliferação de pulgas e carrapatos.

Tenha cuidado ao utilizar produtos químicos

Se ingeridos, alguns produtos de limpeza pesada podem fazer mal para os pets. Por isso, se for utilizá-los, impeça o acesso do animal ao local, até que ele esteja enxaguado e seco. Uma dica é sempre limpar as áreas onde o animal circula com vinagre e sabão neutro, o que pode evitar intoxicações.

Instagram