Trabalhadores da Urbam dão exemplo de busca por qualificação

Além dos cursos de capacitação profissional oferecidos pela Urbam (Urbanizadora Municipal) nas mais diversas áreas de atuação, muitos funcionários buscam, por conta própria, a qualificação por meio de um curso superior.

É o caso de Valdir Oliveira, 40 anos, motorista da coleta seletiva, que faz o curso de Administração. “A intenção é me preparar para não perder oportunidades de trabalho”, pontua o funcionário que começou na empresa no setor de varrição. Ele já influenciou uma prima a iniciar a faculdade e busca ser exemplo para o filho de 14 anos.

Aprendizado

Rafael Cordeiro, que coordena os trabalhos no Apoio à Manutenção da Cidade, cursa o segundo ano de Arquitetura. “Cuidamos das áreas verdes, da urbanização da cidade. Isso me motivou a fazer o curso. Já uso muito do que aprendo no dia-a-dia do trabalho.”

Incentivo

Quando começou a trabalhar na empresa, Flávia Aline de Moura Paula, 41 anos, não tinha completado o ensino fundamental. A monitora de serviços gerais possui cursos superiores de Gestão de Negócios e de Pedagogia – este último concluído em 2020. Este ano, já iniciou pós-graduação em Pedagogia Empresarial e Educação Corporativa. “Não quero parar. O conhecimento é muito importante”, ressalta. Dessa forma, incentiva os filhos. O mais velho concluiu os estudos no Canadá.  O mais novo está na França cursando Engenharia Industrial – depois de participar do projeto Decolar e de cursar o Colégio Embraer Juarez Wanderley e a USP.

Dedicação

Asiel Eliabe de Oliveira, 22 anos, entrou na varrição em 2019 e sabe a importância de se preparar. Ele cursa Engenharia Elétrica e Eletrônica na Unip. “Enquanto der, vou estudar. Não podemos parar. Farei o inverso. Depois da faculdade, vou fazer um curso técnico na área para colocar a mão na massa. Não quero ficar somente na teoria.”

Kennedy Augusto Pontes, 33 anos, faz parte da equipe de educação ambiental da Urbam estimulando os moradores a participar da coleta seletiva e da destinação correta dos resíduos. No final do ano, ele iniciou o curso de Gestão Pública. “O curso é abrangente e penso em focar na elaboração de projetos, quem sabe na área de reciclagem.”

Cremilda Belarmino, 57, é educadora ambiental e já fez dois cursos superiores e uma pós-graduação. A primeira faculdade foi feita aos 34 anos. “O conhecimento é muito importante e muda nossa maneira de pensar e agir.”

Urbam (Urbanizadora Municipal)

Motorista da coleta seletiva cursa Administração para se preparar para o mercado de trabalho – Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Instagram