MICRO E PEQUENAS INDÚSTRIAS DO INTERIOR DO ESTADO TÊM DESEMPENHO MELHOR DO QUE AS DA GRANDE SP

77ª rodada do Indicador de Atividade da Micro e Pequena Indústria de São Paulo, encomendado pelo Sindicato da Micro e Pequena Indústria (Simpi) ao Instituto Datafolha, mostra que as MPI’s do interior do Estado de São Paulo estão tendo um desempenho melhor do que as da Grande São Paulo.

Simpi

Quando se trata de capital de giro59% das MPI’s do interior consideram ter exatamente o que precisam, já na Grande SP este número cai para 34%. Na região metropolitana de São Paulo o capital de giro não é suficiente ou muito pouco, o que gera dificuldades, para 60% das empresas e no interior o problema atinge35% das micro e pequenas indústrias.

Datafolha

gráfico abaixo mostra o comparativo sobre o capital de giro para o interior, capital e media geral (total):

Capital de giro é suficiente para 59% das MPI’s do interior


A pesquisa mostra ainda que o índice de satisfação, que contempla a avaliação da situação dos negócios de forma geral, faturamento e lucro, alcançou a 126 pontos no interior do estado, enquanto na Grande SP foram apenas 89 pontos.


Índice de satisfação das empresas do interior alcança a marca de 126 pontos

A pesquisa

O Indicador de Atividade da Micro e Pequena Indústria de São Paulo, encomendado pelo Simpi e efetuada pelo Datafolha, é reconhecido como sinalizador de tendência. É importante salientar que 42% das MPIs de todo Brasil estão em São Paulo.

A coleta de dados ocorreu entre os dias 16 e 30 de julho de 2019.

A íntegra das 77 pesquisas Simpi/Datafolha, desde março de 2013, está disponível no site da entidade (http://www.simpi.org.br).

Imagem de skeeze por Pixabay