Inteligência artificial contra fraudes em publicidade digital

O aumento do peso do marketing digital dentro do budget publicitário de grandes empresas traz junto à esperança de um retorno de investimento mais elevado. No entanto, a crescente indústria de fraudes em anúncios na web – que deve causar prejuízos de US$ 42 bilhões neste ano, de acordo com a Juniper Research -, coloca isso em cheque. Para mitigar esse problema, a martech israelense ClickCease (www.cliquefalso.com.br) aposta em inteligência no bloqueio de cliques falsos.

Para fazer isso, a empresa emprega algoritmos proprietários que estabelecem padrões de navegação com o objetivo de identificar quando a fonte de tráfego é inautêntico. Isso significa, por exemplo, notar acessos repetitivos de um mesmo endereço, ou cruzar referências casos que aconteceram a outros clientes e bloquear fontes reincidentes em cliques falsos.

Inteligência artificial 

“A tecnologia é baseada em machine learning, então está se sempre se auto aprimorando para detectar e bloquear com mais eficiência fraudes em publicidade digital”, explica Michel Primo, da ClickCease. De acordo com uma estimativa do grupo, até 20% dos cliques são falsos.

Para descobrir se a sua empresa sofre com o problema, a martech oferece um período de testes gratuitos da ferramenta. No modelo padrão, que faz o bloqueio automático de fontes de acesso inautênticas além de análise de conversão dos anúncios, é possível utilizar o produto por até 14 dias sem pagar nada.

Entenda as fraudes na publicidade digital

Em geral agrupadas sob diversos guarda-chuvas, as fraudes em marketing digital seguem dois principais caminhos: cliques falsos em banners e links patrocinados que consomem orçamento dos anunciantes sem entregar público qualificado em troca ou páginas maliciosas que escondem no seu código métodos para os anúncios sejam acessados sem, no entanto, exibi-los para ninguém.

Há diversas formas de levar a cabo esses golpes, desde as mais sofisticados, com bots programados para clicar de forma ininterrupta em anúncios, até fazendas de clique onde diversas pessoas são contratadas para fazer o mesmo, e mesmo disputas comerciais onde um concorrente acessa anúncios de outro de forma a prejudicá-lo.

Independentemente do caminho, o resultado é sempre o mesmo: prejuízo para quem investiu na publicidade digital. “Estimamos que as fraudes do tipo têm crescido 50% ano a ano”, afirma Primo. “Para quem quer ou precisa continuar a aproveitar os benefícios de anúncios na web, é indispensável encontrar uma maneira de lidar com o problema.”

ClickCease

Sobre o ClickCease
Martech israelense de proteção a cliques fraudulentos. A partir de uma solução própria que incorpora machine learning e monitoramento de tráfego, o Clickcease identifica cliques inautênticos em anúncios e bloqueia a origem deles, além de contestar e recuperar o valor gasto junto à plataforma de anúncios de Google e Microsoft. www.cliquefalso.com.br.