Fábrica da Volvo Cars passa a ser alimentada 100% por energia renovável

Planta de Chengdu, na China, eleva para 80% o mix global de eletricidade renovável da empresa em sua rede de fabricação

Não só os carros deixarão de poluir, mas na Volvo Cars, toda a cadeia de produção está contribuindo para diminuir as emissões de poluentes. Agora foi a vez da fábrica de Chengdu, na China, ter 100% de sua energia proveniente de fontes renováveis. O feito reduzirá as emissões de CO2 da usina em mais de 11.000 toneladas por ano.

“Nossa ambição é reduzir a pegada de carbono por meio de ações concretas e tangíveis”, revela Javier Varela, chefe de operações industriais e qualidade. “Garantir um fornecimento de eletricidade totalmente renovável para a nossa maior planta na China é um marco significativo e ressalta nosso compromisso”.

A partir de agora, cerca de 65% do fornecimento de eletricidade da fábrica provém de energia hidrelétrica, enquanto o restante é de energia solar, energia eólica e outras fontes renováveis.

Este é o último passo em direção à ambição da Volvo Cars de ter uma fabricação neutra em termos de clima até 2025, parte de um plano climático mais amplo que visa reduzir a pegada de carbono geral por carro em 40% entre 2018 e 2025. Até 2040, a Volvo Cars pretende ser uma empresa neutra em termos de clima.

Fábrica de Chengdu, na China

O novo contrato de eletricidade também está alinhado com as ambições mais amplas na China de reduzir as emissões de carbono da indústria e reduzir a pegada de carbono resultante da geração de energia.

Mais fábricas com energia renovável

A Volvo Cars trabalha constantemente para reduzir a pegada de carbono de sua rede de manufatura e alcançou vários marcos nos últimos anos. Todas as suas fábricas europeias têm fornecimento de eletricidade neutro em termos de clima desde 2008, enquanto a fábrica de motores em Skövde, na Suécia, foi a primeira a se tornar completamente neutra em termos de clima em 2018.

Na fábrica de Ghent, na Bélgica, a Volvo Cars instalou 15.000 painéis solares em 2018, a primeira introdução em larga escala de energia solar em sua rede global de manufatura.

Essas e outras medidas fazem parte do plano climático que a Volvo Cars lançou no final do ano passado, um dos mais ambiciosos da indústria automotiva. A meta da Volvo Cars é ter 50% das vendas globais de carros totalmente elétricos até 2025, com os demais híbridos.

No entanto, o plano vai além da eletrificação dos veículos, mas busca combater as emissões de carbono nas operações mais amplas da empresa, em sua cadeia de suprimentos e na reciclagem e reutilização de materiais.

Volvo Cars Chengdu car plant

Volvo Cars


A Volvo Cars foi fundada em 1927 e hoje, é uma das marcas de carros premium mais conhecidas e respeitadas do mundo, com vendas de 705.452 carros em 2019 em cerca de 100 países. Desde 2010, a Volvo Cars é de propriedade da Zhejiang Geely Holding.

Em 2019, a Volvo Cars empregou cerca de 41.500 funcionários. A sede da Volvo Cars e os departamentos de desenvolvimento de produtos, marketing e administração ficam em Gotemburgo, na Suécia. A sede da Volvo Cars para a APAC está localizada em Xangai. As principais fábricas de automóveis da empresa estão localizadas em Gotemburgo (Suécia), Gante (Bélgica), Carolina do Sul (EUA), Chengdu e Daqing (China), enquanto os motores são fabricados em Skövde (Suécia) e Zhangjiakou (China) e componentes da carroceria em Olofström (Suécia).

Sob o novo objetivo da empresa, a Volvo Cars visa oferecer aos clientes a liberdade de movimento de maneira pessoal, sustentável e segura. Esse objetivo se reflete em várias ambições de negócios como, por exemplo, em meados desta década, pretende que metade de suas vendas globais sejam carros totalmente elétricos e estabeleça cinco milhões de relacionamentos diretos com os consumidores. A Volvo Cars também está comprometida com uma redução contínua de sua pegada de carbono, com a ambição de ser uma empresa neutra em termos de clima até 2040.

Em 2019, a Volvo Car Brasil apresentou crescimento de 15,8% com quase 8.000 veículos emplacados em território nacional e tornou-se líder no segmento de veículos eletrificados com 1.100 unidades de carros híbridos. Em 2020, a marca fechou o primeiro trimestre ocupando a liderança do segmento de eletrificados premium e o primeiro lugar entre os SUVs Premium no País.

Instagram