Como educar as pessoas sobre o compliance?

Para que o compliance gere resultados, os colaboradores precisam entendê-lo. O caminho é promover a educação da equipe, com um treinamento de compliance.

Para que o compliance traga resultados, não basta impôr, é preciso educar os colaboradores. Quanto melhor eles entenderem o conceito, mais fortemente vão aplicá-lo na prática, isto é, vivenciá-lo dentro da empresa.

Para educar as pessoas, então, o caminho é a realização de um treinamento.

Por que a capacitação é importante?

O treinamento de compliance é uma iniciativa para a educação dos colaboradores da empresa.

Ele ensina as bases do conceito de conformidade, abordando quais são as normas que a empresa precisa seguir – por exemplo, no âmbito da Lei Anticorrupção ou da LGPD. E demonstra como elas afetam as práticas cotidianas, tanto em relação ao que deve ser feito quanto em relação ao que não pode ser feito.

Um ponto muito importante é que o treinamento precisa fazer essa ligação entre o conceito e a prática de compliance. Afinal, para muitos funcionários, as normas são uma preocupação muito distante. Eles estão mais focados nas suas tarefas, nas suas metas, naquilo que é imediato.

Por isso, é necessário demonstrar como essas normas afetam situações comuns no trabalho. Por exemplo, ensinar ao colaborador se ele pode dar presentes aos clientes ou se pode enviar e-mail marketing para uma pessoa que não autorizou.

As dificuldades de realizar um treinamento de compliance

Não há dúvidas de que o treinamento é necessário, porém, ele não é tão fácil de executar.

Em primeiro lugar, é preciso elaborá-lo: criar um roteiro dos assuntos, chamar um especialista para falar, desenvolver materiais.

Tudo isso consome tempo e dinheiro, além de desviar a atenção do time de compliance das suas outras responsabilidades, que são igualmente importantes.

Em segundo lugar, é preciso encontrar uma forma de aplicar o treinamento, o que envolve encaixar essa atividade na rotina da empresa.

Se não for possível aplicar no horário de trabalho dos colaboradores, ainda é preciso arcar com custos adicionais de horas extras, além do risco de uma baixa adesão.

Os benefícios de uma plataforma de compliance

Felizmente, existe uma forma de realizar o treinamento, evitando essas dificuldades. O grande segredo está em adotar uma plataforma de compliance.

Por meio dela, é possível criar um treinamento online. Assim, os colaboradores podem assistir quando e onde quiserem, seja no trabalho ou fora dele. Isso já resolve o problema de encaixar o treinamento na rotina, porque não é preciso fazer uma interrupção geral das atividades da empresa para que todos participem.

A adesão, também, tende a ser muito positiva quando o treinamento é online, já que o esforço é mínimo: basta pegar o celular para assistir ao treinamento.

Além disso, uma boa plataforma oferece treinamentos de compliance prontos, desenvolvidos por especialistas, com todas as informações necessárias e em um formato que aumenta o engajamento dos participantes. Isso, então, resolve o problema de elaborar a capacitação sobre o tema, economizando tempo e dinheiro para a empresa.

Para ter os melhores resultados, é preciso contratar uma plataforma confiável. O clickCompliance oferece treinamentos relevantes e que estão sempre atualizados. Desta forma, os colaboradores estarão sempre atualizados sobre as normas e sobre as condutas que devem ser adotadas no trabalho.