Com ingressos esgotados, Teatro do Incêndio abre sessão extra para São Paulo Surrealista

Sem apoio e nenhum incentivo cultural, a Cia. Teatro do Incêndio reage ao atual momento de ‘estrangulamento cultural’ com programação de resistência no segundo semestre. Levante Teatro do Incêndio – Pra Vida e Revida é o nome escolhido para dar unidade a uma programação que inclui, até dezembro, cinco espetáculos do repertório do grupo, além de outras atividades.

A primeira montagem a ser encenada é São Paulo Surrealista, nos dias 17 e 18 de agosto (sábado, às 21h, e domingo, às 19h). Como os ingressos se esgotaram antecipadamente, uma sessão extra será realizada no dia 24 de agosto, às 21h. A peça estreou em 2012, sendo apresentada também em 2014.

O demais espetáculos – todos dirigidos por Marcelo Marcus Fonseca – que compõem a programação são (um a cada mês): O Pornosamba e a Bossa Nova Metafísica (2014 / 2015), O Santo Dialético (2016), A Gente Submersa (2017) e Rebelião – O Coro de Todos os Santos (2018). Esta mostra sintetiza o trabalho de pesquisa de linguagem dos últimos sete anos do coletivo, período em que construiu três teatros até conquistar sua sede definitiva na emblemática entrada do bairro Bixiga, esquina das ruas Treze de Maio e Santo Antônio, onde já funcionou a lendária boate Igrejinha e o Café Soçaite.

“Esse projeto tem duas intenções: não aceitar a regra do jogo para a arte que não seja a do artista criador e contar com o nosso público para manter nossas atividades”, comenta Marcelo Marcus Fonseca, diretor artístico do Teatro do Incêndio. Sobre o valor dos ingressos para os espetáculos ser de R$ 80,00, o diretor justifica: “um preço razoável para o trabalho sério que o grupo desenvolve. A companhia tem 23 anos de sobrevivência. Sabemos que nosso trabalho vale até mais. Neste momento, ingressos populares só com subsídio”.

São Paulo Surrealista é uma ode à capital paulista e aos seus personagens, confrontando – em um jogo de imagens sobrepostas – as contradições e fantasias da metrópole. A montagem – que teve consultoria do escritor e poeta Claudio Willer – não conta, necessariamente, uma história. Para revelar a cidade real, nada é realista. Os textos são colagens emolduradas por imagens e figuras da metrópole, sejam elas reais ou distorcidas, tendo na música ao vivo um elemento essencial para traduzir a pulsação. Os Nove Círculos do Inferno são os degraus propostos pelo espetáculo, inspirados na primeira parte da Divina Comédia (Dante Alighieri), para explorar os signos, ou infernos, da cidade. 

“Esta montagem propõe também que o público perceba a cidade pelos olhos de André Breton, um dos criadores do surrealismo, em um jogo que ressalta pontos turísticos, monumentos, terreiros, restaurantes e bordeis paulistanos”, explica o diretor Marcelo Marcus Fonseca. Mário de Andrade, Roberto Piva, Pagu, nativos, cidadãos comuns, ninfas e animais recebem o surrealista André Breton, observado por Antonin Artaud (dramaturgo francês, surrealista), para um mergulho na capital paulista, percorrendo Os Nove Círculos do Inferno. Em cena, 40 atores em uma celebração musical da cidade com alusões ao cinema de Pier Paolo Pasolini e Frederico Fellini e textos escritos durante o processo com base na escrita automática característica do surrealismo. Todas as canções foram compostas por Marcelo Fonseca e Wanderley Martins especialmente para o espetáculo, algumas delas “em parceria” com Arthur Rimbaud e Charles Baudelaire.

FICHA TÉCNICA – Com: Cia. Teatro do Incêndio. Roteiro e direção geral: Marcelo Marcus Fonseca. Figurinos: Gabriela Morato e elenco. Músicos: Bisdré Santos, Yago Medeiros, Renato Silvestre e Xantilee de Jesus. Arte gráfica: Gus Oliveira. Direção musical: Bisdré Santos. Iluminação: Marcelo Marcus Fonseca e Valcrez da Silva Siqueira. Composições originais: Marcelo Marcus Fonseca e Wanderley Martins. Produção e realização: Gabriela Morato e Teatro do Incêndio. Elenco: Marcelo Marcus Fonseca, Gabriela Morato, Elena vago, David Guimarães, Diogo Cintra, Ana Moretto, Valcrez Siqueira, Yago Medeiros, Renato Silvestre, Vinícius Árabe, Gus Oliveira, Gui Mameluco, Luiz Castro, Maíra Amorim, Jade Buck, Heloisa Feliciano, Isabela Madalena e mais 19 atores.

Espetáculo-deboche: São Paulo Surrealista

Projeto: Levante Teatro do Incêndio – Pra Vida e Revida

Datas: 17 e 18 de agosto. Sábado (às 21h) e domingo (às 20h) – ESGOTADO!

Sessão extra: 24 de agosto. Sábado, às 21h

Duração: 70 min. Classificação: 18 anos. Gênero: Surrealismo. Capacidade: 99 lugares

Ingressos. R$ 80,00. Bilheteria: 2 horas antes das sessões

Antecipados: https://www.sympla.com.br/teatrodoincendio

http://www.teatrodoincendio.com/ / Twitter e Facebook: @teatrodoincendio

Teatro do Incêndio

Rua Treze de Maio, 48 – Bela Vista. SP/SP.

Tel: (11) 2609 3730 / 2609 8561

Levante Teatro do Incêndio – Pra Vida e Revida

Cronograma até dezembro

Espetáculo: O Pornosamba e a Bossa Nova Metafísica

14 e 15 de setembroSábado (às 21h) e domingo (às 20h)

80 min. 16 anos. Musical surrealista sociológico. R$ 80,00

Espetáculo: O Santo Dialético

19 e 20 de outubro. Sábado (às 20h) e domingo (às 9h)

150 min (intervalo de 20). 14 anos. Drama brasileiro. R$ 80,00

Espetáculo: A Gente Submersa

23 e 24 de novembro. Sábado (às 20h) e domingo (às 19h)

120 min. 14 anos. Comédia dramática musical. R$ 80,00

Apresentações: Sol-Te

7 de dezembro. Sábado, às 15h30 e às 19h30

60 min. Livre. Contribuição voluntária.

Espetáculo: Rebelião – O Coro de Todos os Santos

14 e 15 de dezembro. Sábado (às 20h) e domingo (às 19h)

90 min. 14 anos. Drama apocalíptico. R$ 80,00