A síndrome metabólica e a indicação de cirurgia bariátrica como tratamento

 

O Dr. Rafael Caue Katayama, gastroenterologista e cirurgião geral do Hospital Albert Sabin, explica esse perigoso distúrbio e como combatê-lo.

O termo metabolismo, que vem do grego e significa mudança, é usado para descrever as reações químicas existentes no organismo que garantem as necessidades estruturais e energéticas de um ser vivo. A síndrome metabólica caracteriza-se por um conjunto de fatores relacionados aos erros metabólicos e associados à resistência da ação da insulina, promovendo obesidade, dislipidemias, hipertensão, diabetes e doenças cardiovasculares.

O Dr. Rafael Caue Katayama, gastroenterologista e cirurgião geral do Hospital Albert Sabin (HAS), explica que quando ocorre o desequilíbrio dessas reações químicas, o corpo, consequentemente, tende a adoecer. “Diversos são os fatores de risco, entre eles estão a obesidade, o sedentarismo e a alimentação desregrada. Causas genéticas hereditárias também estão entre eles”, esclarece o Dr.

A maior incidência da síndrome metabólica é a partir da quarta década de vida, porém, dependendo de inúmeras razões, essa idade pode variar. O diagnóstico deve ser realizado por um profissional especializado e são levados em consideração a história clínica do paciente e os exames físicos e laboratoriais.

Entre os tratamentos indicados está a cirurgia bariátrica. “Isso porque tal procedimento visa limitar a ingestão de alimentos, além de promover alterações hormonais que propicie saciedade precoce e controle de doenças metabólicas associadas à obesidade”, diz o Dr. Rafael.

Cirurgia bariátrica

A cirurgia bariátrica é indicada a pacientes com índice de massa corporal (IMC), peso dividido pela altura ao quadrado, maior que 40 (obesidade mórbida). Contudo, em pacientes com histórico de doença metabólica e que já tentaram tratamento clínico sem sucesso, a indicação passa ser quando esse índice atinge 35.  A cirurgia bariátrica também é uma forte aliada na cura ou controle eficaz do diabetes. Vale lembrar que esse procedimento só é indicado a indivíduos em boas condições clínicas, ou seja, sem doenças graves que impeçam a realização da cirurgia.

“Manter-se no peso ideal e praticar atividade físicas são as melhores formas de prevenir a síndrome metabólica. Detectar o problema precocemente pode reduzir o aparecimento de futuras doenças e, em caso da indicação cirúrgica, avaliações multiprofissionais com endocrinologista, nutricionista, psicólogo e cirurgião são indispensáveis na preparação para tal procedimento”, recomenda o Dr. Katayama.

Hospital Albert Sabin

Hospital se torna referência na zona oeste de São Paulo.

Com 40 anos de experiência, Hospital Albert Sabin passa por revitalização completa e se posiciona como principal polo de saúde da Lapa e região.

O  Hospital Albert Sabin foi totalmente reformulado, e conta agora com uma infraestrutura completa, com a maior comodidade possível, fator que ajuda amenizar as patologias, pois o bem-estar dos pacientes é fundamental para o sucesso de cada tratamento.

Hoje, totalmente humanizada, a UTI conta com 18 leitos, sendo 2 de isolamento (1 com pressão positiva e outro com pressão negativa), capaz de atender qualquer tipo de patologia com segurança. Além da UTI, o HAS está finalizando a revitalização da fachada, que será totalmente acessível a deficientes físicos e visuais, incluindo piso tátil e rampas para o acesso a cadeirantes. 

Com excelência de atendimento e Certificado Nacional de qualidade, o HAS oferece também total segurança em seu Centro Cirúrgico, que dispõe de avançados recursos tecnológicos, com instalações completas. Realiza exames laboratoriais de imagens e cardiológicos, conta com equipe de nutricionistas, atendimento 24 horas em diversas especialidades médicas, incluso suporte fisioterapêutico.

Entre os serviços de diagnose e terapia, o hospital –  novamente com o que há de mais moderno em equipamentos e com extrema qualidade profissional – oferece Exames Laboratoriais, Anatomia Patológica, Broncoscopia, Colonoscopia, Doppler Transcraniano, Ecocardiograma, Ecodoppler, Eletrocardiograma, Endoscopia Digestiva Alta, Hemodinâmica, Prova de Função Pulmonar, Quimioterapia, Radiologia em Geral, Ressonância Magnética/Angiorressonância, Tomografia Computadorizada/Angiotomografia e Ultrassonografia.

Concluindo sua estrutura, o Hospital Albert Sabin ainda dispõe de amplo Pronto Atendimento clínico e ortopédico, Internações eletivas e de urgência, e cirurgias nas mais diversas especialidades. Tudo com a busca incessante da satisfação total de todos os usuários, sejam pacientes, médicos ou visitantes. 

Endereço

Rua Brigadeiro Gavião Peixoto, 123 – Lapa – São Paulo – SP

Central de atendimento

(11) 3838 4655

Site

Convênios atendidos

ACM SÃO PAULO – ALLIANZ SAÚDE – AMEPLAN – APCEF – AXA ASSISTANCE – BRADESCO SAÚDE – BRASIL ASSISTÊNCIA – CAASP – CABESP – CAU/SP – CARE PLUS – CENTRAL NACIONAL UNIMED – CET – CRECI/SP – CRUZ AZUL SAÚDE – FUNDAÇÃO CESP – GAMA SAÚDE – GEAP SAÚDE – GRUPO NOTRE DAME INTERMÉDICA – GOLDEN CROSS – LIFE EMPRESARIAL SAÚDE – MEDISERVICE – OAB – PLASAC – PORTOMED – PORTO SEGURO – SANTAMÁLIA SAÚDE – SÃO CRISTÓVÃO SAÚDE – SBC SAÚDE – SEPACO – SIND. DAS BORRACHAS – SISTEMA TOTAL DE SAÚDE – SOMPO SAÚDE – SULAMÉRICA – UNIMED FESP – UNIMED SEGUROS

Bariatrica -Foto:Divulgação