Widerøe, da Noruega, realiza primeiro voo comercial com o Embraer E190-E2

A Widerøe, maior companhia aérea regional da Escandinávia, completou nesta manhã o primeiro voo comercial com passageiros de um E190-E2. A aeronave, de prefixo LN-WEA, que operou o voo WF622, partiu do aeroporto de Bergen às 7h56 da manhã e chegou ao aeroporto de Tromsø às 9h39, no horário local. Todos os assentos do voo foram vendidos.

O voo de hoje marca a entrada oficial em serviço do primeiro dos três novos E-Jets E2 que a Embraer desenvolveu para suceder os E-Jets da atual geração. As entregas do E195-E2 estão planejadas para começar em 2019 e do E175-E2, em 2021.

“Este é um dia verdadeiramente histórico para o programa de E-Jets e para a Embraer”, disse John Slattery, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “O primeiro voo comercial é a maior conquista de anos de trabalho e planejamento. Eu sei que os clientes da Widerøe vão adorar voar em um avião tão eficiente.”

Os passageiros da Widerøe experimentaram um voo silencioso e ecologicamente eficiente em uma rota de 1.246 quilômetros. O E190-E2 tem os mais baixos níveis de ruído e emissões externas que qualquer aeronave em sua categoria e consome 17,3% menos combustível do que o E190 da geração atual.

 

O agradável interior da cabine do E2, completamente redesenhado, apresenta novos tratamentos acústicos, um sistema de ar-condicionado aprimorado e mais silencioso, além de espaço adicional para armazenamento de bagagem. Em algumas condições de voo, os níveis de ruído da cabine do E2 correspondem à metade da principal aeronave concorrente.

As emissões de ruído mais baixas da indústria aeronáutica foram alcançadas por meio de uma combinação de projeto de estrutura de baixo arrasto e ruído, combinado com um excelente desempenho de pista. Esses recursos reduzem o empuxo do motor, tornando o E2 muito mais silencioso durante a aproximação e a decolagem.

“Hoje, estamos comemorando o início de uma nova era para a Widerøe. É o primeiro jato da nossa frota. E sempre teremos a distinção de ser a primeira companhia aérea a voar com a E2. Vemos um futuro brilhante com nossos novos jatos E2”, disse Stein Nilsen, Presidente e CEO da Widerøe, após o pouso da aeronave.

A Widerøe receberá mais dois E190-E2 este ano. A companhia detém ainda direitos de compra para mais 12 jatos E2. O valor total do pedido é de aproximadamente US $ 873 milhões, caso sejam exercidos todos os direitos de compra.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais com até 150 assentos. A companhia conta com 100 clientes em todo o mundo operando os jatos das famílias ERJ e de E-Jets. Apenas para o programa de E-Jets, a Embraer registrou mais de 1.800 pedidos firmes e 1.400 entregas, redefinindo o conceito tradicional de aeronaves regionais por meio da operação em uma vasta gama de aplicações de negócios.

Sobre a Widerøe

 

A Widerøe é a maior companhia aérea regional da Escandinávia, com três mil funcionários e um faturamento de 3.5 bilhões de coroas norueguesas (NOK). A companhia transporta cerca de 2.8 milhões de passageiros por ano e voa para 46 destinos nacionais e internacionais. A Widerøe opera mais de 450 voos diários e atende mais que o dobro de aeroportos na Noruega do que qualquer outra companhia aérea. Atualmente, nossa rede consiste em 60% de rotas comerciais e 40% rotas de Obrigações de Serviços Públicos (PSO, em inglês).

Sobre os E-Jets E2s

Os E-Jets E2s representam o melhor da nova tecnologia em uma plataforma comprovada. A aplicação de tecnologias avançadas para motores, asas e aviônicos diferencia os E-Jets E2, oferecendo às companhias aéreas os aviões mais eficientes nesta categoria, ao mesmo tempo em que mantém a comunalidade com os E-Jets atuais. As melhorias incluem uma nova asa aerodinamicamente avançada, de formato único e com maior alongamento, além de aprimoramentos de sistemas e aviônicos, incluindo a quarta geração de comandos de voo fly-by-wire, e os motores de alto desempenho da Pratt & Whitney PurePowerTM Geared Turbofan (PW1700G no E175-E2, PW1900G no E190-E2 e E195-E2). Esta combinação resulta na mais eficiente família de corredor único, com redução de dois dígitos no consumo de combustível, emissões, ruído e custos de manutenção, além de aumento de produtividade devido ao menor tempo de inatividade em manutenções agendadas. Os E-Jets E2 serão capazes de ter custo por assento semelhante ao de aeronaves narrow-body maiores remotorizadas, com um custo por viagem significativamente menor, criando oportunidades de desenvolvimento de novos mercados com risco reduzido e o dimensionamento correto da frota. O E195-E2 está programado para entrar em serviço em 2019 e, o E175-E2, em 2021.

Sobre a Embraer

Empresa global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer suporte e serviços de pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Gostou, Compartilhe!
Show Buttons
Hide Buttons