Volta às aulas e pandemia diminuem queda do mercado de tablets no primeiro trimestre de 2020, diz estudo da IDC Brasil

 No primeiro de trimestre de 2020 foram vendidos 674.163 tablets no Brasil, queda de 3% em relação aos três primeiros meses do ano passado. Para o período, a IDC previa queda de 10%, mas a pandemia de covid-19 aumentou o consumo desse dispositivo. Essas são algumas das conclusões do estudo IDC Brazil Tablets Tracker 1Q2020, realizado pela IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações .

Tablets

Do total de unidades comercializadas de janeiro a março de 2020, 624.512 foram consumidas pelo varejo, queda de 4,7%, e 49.651 pelo mercado corporativo, alta de 25,7% em comparação com o primeiro trimestre de 2019. A receita foi de R$ 444,4 milhões, alta de 1,1%, e o ticket médio foi de R$ 659,13, aumento de 4,1%, em relação ao mesmo período do ano passado .

Segundo a IDC Brasil, os índices refletem duas situações de alta demanda. A volta às aulas, em janeiro, com 34,8% das unidades vendidas, e o início da quarentena, em março, com 35,5%. “Em janeiro, tradicionalmente há uma reposição de estoques esvaziados pela Black Friday e Natal. Este ano, o mercado, que já vinha acompanhando a evolução do novo coronavírus no mundo, se preparou para atender também a demanda provocada pelas medidas de distanciamento social”, diz Rodrigo Okayama Pereira, analista de mercado da IDC Brasil. “Projetos do governo e educação contribuíram para o crescimento das vendas de tablets no segmento corporativo“, afirma.

O analista de mercado da IDC Brasil destaca também o modelo Device as a Service. “No início do isolamento social, empresas começaram a buscar serviços de aluguel de equipamentos para o período em que seus funcionários ficariam afastados do local de trabalho“, lembra Rodrigo.

Expectativas

Para o segundo trimestre de 2020, a previsão da IDC Brasil para o setor de tablets é que siga o movimento de queda, acentuado pelos impactos da pandemia de covid-19, da alta do dólar e do desemprego. Para o ano, a IDC espera que a retração total seja de 12%.

Acompanhe a IDC no LinkedIn – http://www.linkedin.com/company/8184347

Rodrigo Okayama Pereira Analista de mercado da IDC Brasil Foto: Divulgação IDC Brasil

International Data Corporation (IDC)

A International Data Corporation (IDC) é líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e eventos para os mercados de tecnologia da informação, telecomunicações e tecnologia de consumo. Com mais de 1.100 analistas em todo o mundo, a IDC fornece conhecimentos globais, regionais e locais sobre tendências e oportunidades em tecnologia e indústria em 110 países. A análise e o conhecimento da IDC ajudam os profissionais de TI, executivos e a comunidade de investimentos a tomar decisões fundamentadas sobre a tecnologia e atingir os principais objetivos comerciais. Fundada em 1964, a IDC é uma subsidiária da IDG, a principal empresa de tecnologia, pesquisa e mídia de eventos do mundo.

Para saber mais sobre IDC, visite www.idc.com e http://www.idclatin.com .

Imagem de 272447 por Pixabay 

Instagram