Visual Merchandising gera retorno pessoal e financeiro

Quando falamos de ambientes comerciais, desenvolver um projeto vai além das especificações e conceitos técnicos de construção. Para esses espaços, é essencial levar em conta a marca do cliente e aplicar o Visual Merchandising na loja. Esse serviço é oferecido pelo escritório Contraste Arquitetura.

O Visual Merchandising é uma estratégia de marketing para valorização de pontos de venda com a intenção de atrair mais clientes, concretizar vendas e fidelizar o consumidor. De acordo com a arquiteta da Contraste Arquitetura, Caroline Bahia:

Visual Merchandising

“O visual merchandising pode ser aplicado em todos os tipos de comércio, mesmo depois que a loja já está em funcionamento. Porém, ele se torna bem mais eficiente se aplicado desde o início do projeto de reforma ou construção do ponto de venda”.

O uso do Visual Merchadising na arquitetura não é recente, mas atualmente tem se tornado indispensável no cenário competitivo do mercado. Afinal o cliente está buscando cada vez mais novidades.
“Nós conseguimos dar esta segurança quando abrimos o leque da visão daquele ponto específico”, explica Caroline.

A arquiteta explica que para aplicar o VM, é necessário avaliar cada detalhe do projeto, só assim é possível obter um excelente resultado. Caroline ainda exemplifica os pontos que precisam de atenção:
– Fachadas: ” Precisamos nos atentar na sinalização do letreiro, do acesso à loja, e disposição da vitrine”.
– Disposição do mobiliário e a circulação dentro da loja: “ É preciso observar o design do mobiliário e dos expositores na loja”.
– Espaços de permanência: “O ambiente precisa conversar com o cliente, ser dinâmico e intuitivo.”
–  Iluminação: ” A iluminação precisa estar de acordo com a sensação que a marca quer passar para seus cliente”.
– Cores, texturas e materiais: ”  Esses três itens precisam transparecer a marca sem precisar de explicações.

Analisando esses itens já é possível criar um ambiente com o VM aplicado de uma forma simples.
“Vale ressaltar que o retorno financeiro não é o único ponto que levamos em consideração. Temos que ter em mente que o bem-estar dos clientes, dos donos e dos funcionários também é essencial. Afinal, quando falamos de Arquitetura, o objetivo é sempre criar espaços planejados e confortáveis para todos os públicos” , finaliza Caroline.

Ambiente da cervejaria Hopsville, projetado pelo escritório Contraste Arquitetura e Consultoria-Foto:Divulgação