Vendas do comércio eletrônico recuam 5,3% na região

RM Vale foi na contramão do Estado no primeiro trimestre de 2019

As vendas online recuaram 5,3% na RM Vale no primeiro trimestre de 2019, quando comparadas com o mesmo período de 2018. De acordo com os dados divulgados pelo Sincovat (Sindicato do Comércio Varejista de Taubaté), o e-commerce na região faturou nos três primeiros meses de 2019 R$ 205 milhões. Foram 532.833 pedidos, com um tíquete médio de R$ 385,31.

As regiões do Vale e de Araraquara (-0,5%) foram as únicas do Estado de São Paulo a apresentarem índices negativos. Araçatuba (33%) e Marília (28%) revelaram os maiores aumentos  do faturamento real no primeiro trimestre de 2019. Em todo o Estado, o aumento foi de 9,8%.

A capital se mantém com a maior participação no número de pedidos no e-commerce do Estado, com 39% de todas as transações no período analisado.  Os bens duráveis seguem com alta representatividade nas vendas do comércio eletrônico, com 65% do total do faturamento apurado.

A participação do faturamento real das vendas online frente ao varejo físico ao longo de todo o ano de 2018 foi de 2,7%, e se manteve nos três primeiros meses de 2019.

Sincovat

Para o presidente do Sincovat e vice-presidente da FecomercioSP, Dan Guinsburg, o recuo observado no faturamento real das vendas online na RM Vale está diretamente ligado as características da economia local da região.

E-commerce

“Percebemos que, no e-commerce,  existe uma  alta concentração de mercadorias consideradas bens duráveis, que requerem uma quantia maior de recursos para serem adquiridos e muitas vezes carecem de crédito. Nossa região concentra um dos pólos industriais mais relevantes do país e notadamente este setor da economia é um dos que mais tem sentido os efeitos da crise. Em situações de desemprego, a prioridade no consumo é para produtos de primeira necessidade e com isso o consumo desses bens duráveis é reduzido e o varejo online reflete bens os efeitos desta situação.”, explica Dan.

Imagem de 3D Animation Production Company por Pixabay