USP lança sistema on-line gratuito para prever comportamento do mar

O Instituto Oceanográfico (IO) da Universidade de São Paulo (USP), em São Paulo, inova com um sistema de previsão do mar inédito. Lançado em 7 de maio, o sistema on-line Preamar é acessível gratuitamente para toda a sociedade.

A ferramenta fornece previsão com até 48 horas de antecedência sobre o comportamento das correntes marinhas, a elevação da superfície do mar, além de temperatura e salinidade para três regiões da costa do Estado: a plataforma continental, o Canal de São Sebastião e o sistema estuarino de Santos-São Vicente-Bertioga.

Planejamento

Vale destacar que os resultados são disponibilizados em tempo real. O modelo criado na USP tem o propósito de auxiliar no planejamento urbano e de navegação costeira. O principal conjunto de informações que abastecem o Preamar vêm do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que fornecem as previsões de vento.

O sistema apresenta várias funcionalidades. Para as comunidades litorâneas em geral, por exemplo, é possível prever ressacas do mar. Em caso de derramamento de óleo, há indicação de como a mancha pode se movimentar e auxiliar as autoridades a contê-lo.

Pessoas que exploram turismo no mar, como operadoras de mergulho, também poderão usá-lo, além de pesquisadores que encontrarão uma facilidade para obter dados. “Temos as informações no formato padrão e se houver necessidade de qualquer evento, podemos detalhar”, afirma o professor Marcelo Dottori, do IO e um dos coordenadores do projeto, ao Jornal da USP.

Com isso, caso ocorra algum acidente no mar, os responsáveis pelo sistema podem detalhar ainda mais as informações de previsão para ajudar, desde que sejam contatados pelas autoridades. “Estamos abertos para a Defesa Civil, as atividades do Corpo de Bombeiros e da Marinha do Brasil”, acrescenta.

Ampliação

O Preamar traz a previsão de toda a costa paulista até 100 metros de profundidade e 80 quilômetros de distância. Além dessa região, estão incluídas também uma ampliação para o Canal de São Sebastião e o sistema estuarino de Santos-São Vicente-Bertioga, regiões que abrigam portos, têm grande atividade de navegação e contingentes populacionais.

O professor Marcelo Dottori e Belmiro Mendes de Castro Filho coordenam o Laboratório de Hidrodinâmica Costeira (LHiCo) do Instituto Oceanográfico da USP, onde, há cinco anos, o sistema tem sido desenvolvido.

“Trata-se de um trabalho coletivo. Nossos alunos de pós-graduação, mestrado e doutorado, realizaram projetos associados a esse objetivo comum no laboratório”, afirma Belmiro Mendes de Castro Filho ao Jornal da USP. O pesquisador conta que o projeto levou tempo para ser finalizado por causa da complexidade do sistema criado.

A previsão do mar é uma área de aplicação da oceanografia recente e requer computadores potentes com tecnologia de ponta. A ferramenta é pioneira na cobertura geográfica, cobre mais regiões com maior resolução espacial que outros sistemas similares que já existem no Brasil. Ela também inova por estar disponível para qualquer pessoa acessá-la.

O Preamar ainda opera em caráter experimental. No entanto, os resultados têm sido coerentes em cerca de 90% dos casos, segundo o docente Belmiro Mendes de Castro Filho. O trabalho, agora, além de aperfeiçoá-lo cada vez mais, aumentando o índice de acerto, é expandi-lo, estendendo a cobertura do sistema para a costa do Paraná, bem como ampliar e aperfeiçoar para melhorar a confiabilidade dos resultados.

Foto: Divulgação/Preamar