UNICEF receberá doações de clientes de quatro redes de farmácias no Brasil

Entre outubro e dezembro, quatro redes de varejo farmacêutico passarão a oferecer aos clientes a possibilidade de doações diretas ao Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), organização que trabalha pelos direitos de crianças e adolescentes no Brasil e no mundo.

A parceria entre o UNICEF e as redes de varejo farmacêutico foi firmada em setembro e começou a valer na semana passada (10). Foto: Senado Federal

A parceria entre o UNICEF e as redes de varejo farmacêutico foi firmada em setembro e começou a valer na semana passada (10). Foto: Senado Federal

Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) celebrou com a Profarma e o Instituto Profarma de Responsabilidade Social uma parceria que possibilitará a clientes das redes de varejo farmacêutico do grupo realizarem doações diretamente para a organização.

O UNICEF trabalha em 190 países e territórios para construir um mundo melhor para cada criança e cada adolescente, em especial os mais vulneráveis e excluídos.

A parceria, firmada em setembro, começou a valer na semana passada (10) nas lojas da Tamoio, tradicional rede de varejo farmacêutico, presente em cidades do estado do Rio de Janeiro.

As redes Drogasmil, Farmalife e Rosário, também pertencentes à Profarma, já iniciaram os treinamentos de seus funcionários para divulgar e esclarecer dúvidas sobre a parceria. Elas passarão a oferecer a possibilidade de doações diretas a partir de novembro de 2019 e do primeiro trimestre de 2020.

“O trabalho do UNICEF somente é possível por meio de parcerias. E o apoio das empresas, por meio da contribuição financeira e do advocacy pela causa da infância, é essencial para continuarmos entregando resultados sólidos para as crianças, possibilitando que elas desenvolvam todo o seu potencial como cidadãos”, disse Juan Ignacio Calvo, diretor de Mobilização de Recursos e Parcerias do UNICEF no Brasil.

O tema das peças de divulgação enfatizará a ideia de que mesmo quantias consideradas pequenas são muito importantes, e que a soma de esforços entre UNICEF, Grupo Profarma e clientes fará a diferença na saúde, na educação e na proteção de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade no Brasil. Com a possibilidade de fazer doações ao comprar em farmácias, o cliente passa a fazer valer a premissa da parceria: “somar faz a diferença”.

“É um orgulho assumir a missão conjunta de fazer a diferença na vida de mais de 25 milhões de crianças e adolescentes no Brasil”, disse Deborah Birmarcker, presidente do Instituto Profarma de Responsabilidade Social.

O presidente da Profarma, Sammy Birmarcker, disse que o acordo reforça o propósito da empresa e sua responsabilidade social “no sentido de expandir nossa contribuição para o desenvolvimento das crianças e dos adolescentes brasileiros”.

ONU