TV CULTURA VAI TRANSMITIR A FÓRMULA E EM 2021

PELA PRIMEIRA VEZ NA TV ABERTA, A COMPETIÇÃO CONHECIDA PELOS IDEAIS SUSTENTÁVEIS CONTA COM DOIS BRASILEIROS NA CORRIDA PELO PÓDIO. ESTREIA NESTA SEXTA-FEIRA (26/2), NA EMISSORA E EM SUAS REDES SOCIAIS

Nesta sexta-feira (26/2), será dada a largada para a sétima temporada da Fórmula E, que em 2021 – pela primeira vez na TV aberta – contará com transmissão ao vivo da TV Cultura. Com corridas duplas, o primeiro grid será realizado já na sexta-feira (26) e o segundo, no sábado (27). A partir das 10h, a emissora exibe os treinos classificatórios e, às 14h, as corridas oficiais – com comentários de Fábio Seixas e narração de Marco de Vargas.

A primeira etapa do principal e primeiro campeonato de carros elétricos acontece na Arábia Saudita, no circuito urbano de Al Diriyah. O público poderá torcer e conferir a disputa pelo pódio de dois brasileiros que estão em destaque na competição: Lucas di Grassi, da Audi, e Sérgio Sette Câmara, da Penske.

TV Cultura

De acordo com Vladir Lemos, diretor de Esporte da TV Cultura e apresentador do programa Revista do Esporte, “a parceria com a Fórmula E é um grande momento para a emissora. Não só pela afinidade de valores, a preocupação com a questão da sustentabilidade, o meio ambiente, mas também por ser um campeonato pensado para promover a interatividade com o telespectador e por ser, ao mesmo tempo, uma oportunidade de se aproximar de um novo público. Além de fortalecer nossa grade de eventos esportivos”.

Formula E e a sustentabilidade 

Com foco em um futuro renovável, a Formula E foi criada para revolucionar e reinventar o automobilismo – combinando propósito e paixão. As corridas, feitas em circuitos urbanos ao redor do mundo, têm como objetivo inspirar gerações a adotar a mobilidade sustentável, já que são utilizados apenas carros elétricos e, portanto, não poluentes.

A cada ano da competição, as equipes procuram quebrar as barreiras do veículo elétrico, impulsionando a tecnologia, mudando percepções e estimulando a infraestrutura.

Uma competição interativa

Além da inovação tecnológica, o campeonato também investe em interatividade entre os espectadores, com o Virtual Allianz E-Village. A iniciativa traz conteúdo ao vivo do paddock, com participação via comentários e hashtags, bastidores, entrevistas exclusivas, autógrafos digitais e uma sessão de perguntas e respostas com os pilotos.

Há também o sistema de FANBOOST. Os cinco pilotos que recebem o aclamado FANBOOST (votados pelos fãs) recebem um impulso significativo de potência, que pode ser usado em uma janela de cinco segundos durante a segunda metade da corrida. A votação desta temporada abre a partir de 23 de fevereiro, por meio do site do evento e das redes sociais usando uma hashtag com o nome do piloto escolhido, junto com #FANBOOST.

Cobertura exclusiva no digital

digital da emissora também ganha destaque com uma transmissão ao vivo especial da competição. As redes sociais e site contarão com comentaristas diferentes, câmeras exclusivas direcionadas aos competidores brasileiros e exibição dos treinos livres. Tal dinâmica se repetirá ao longo do ano. Na televisão, somente as corridas e os treinos classificatórios serão exibidos na íntegra.

Como funciona a competição?

O ABB FIA Formula E World Championship tem dois títulos separados, um dedicado aos pilotos e o outro às equipes. O campeonato dos pilotos é ganho por qualquer piloto que tenha acumulado mais pontos durante os sete meses de campanha. Já o campeonato de equipes é decidido pelo cálculo das pontuações dos dois pilotos de cada equipe ao longo da temporada.

O campeonato segue um sistema de pontos padrão, usado em outras categorias sancionadas pela FIA, que concede pontos aos 10 primeiros colocados.

Fórmula E 2021

A Fórmula E 2021 é formada, ao todo, por 14 etapas em 12 cidades pelo mundo. São 12 equipes e 24 pilotos na disputa. Após o circuito árabe, será a vez da Itália receber a competição, em Roma, no dia 10 de abril. 

FÓRMULA E -Foto:Divulgação
Instagram