Suzano oferece visitas monitoradas em seu Núcleo de Educação Ambiental que é referência no Vale do Paraíba (SP)

Atividade gratuita traz informações sobre o processo de fabricação de celulose, preservação e tecnologias ambientais de baixo custo

Referência na prática da educação ambiental na região do Vale do Paraíba (SP), o Núcleo de Educação Ambiental (NEA) da Suzano, em Jacareí (SP), oferece visitas monitoradas gratuitas para escolas, empresas e comunidade. Desde 2004, quando iniciou suas atividades, o NEA já recebeu mais de 13 mil visitantes. Neste período, o local tem mantido contato com entidades reconhecidas pelo trabalho em prol da conservação do meio ambiente e tem sido uma inspiração para iniciativas em outras cidades.

As visitas levam em média três horas e podem ser feitas nos períodos da manhã ou tarde mediante agendamento prévio. Durante a visita, o foco é conhecer o processo de fabricação de celulose, as ações da Suzano para proteção e conservação do meio ambiente além dos temas que abrange a educação ambiental, com destaque para “Terra”, “Água”, “Resíduos” e “Energia”.

Os participantes aprendem detalhes sobre tratamento de efluentes e esgoto, tecnologias ambientais de baixo custo como minhocário, geotinta, horta vertical e cisterna de bombona para captação de água da chuva.

“Nossa missão é informar e conscientizar as pessoas sobre a importância da adoção de hábitos sustentáveis para a conservação de recursos naturais e do meio ambiente. É gratificante pra nós perceber o alcance do trabalho realizado, que se tornou referência e motivou outras iniciativas com o mesmo objetivo na região”, diz Camila Reggiani da Silva, consultora de Meio Ambiente da Suzano.

Inspiração

Além da grande procura das escolas e comunidade, o NEA também atrai a atenção de entidades reconhecidas por suas atuações de responsabilidade socioambiental e do poder público. A SOS Mata Atlântica e o Legado das Águas são exemplos de entidades que já participaram das visitas monitoradas.

A Prefeitura de Caçapava (SP) também visitou o NEA e trouxe os parceiros do Shimane International Center, do Japão, para troca de experiências. Outro exemplo é o grupo da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Tremembé (SP), que esteve no NEA em 2017 e 2018, em busca de informação para a implantação do Centro de Educação Ambiental da cidade.

“Visitamos algumas cidades para conhecer polos de educação ambiental e aprendemos bastante com todos, mas o que mais se aproximou à proposta que idealizamos foi o NEA da Suzano, desde a gentileza no atendimento aos ensinamentos e experiência oferecidos. Foi uma fonte fundamental de inspiração para nós”, afirma o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Tremembé, João Vicente de Oliveira. Segundo ele, o Núcleo inaugurado em agosto de 2018 teve 1 mil visitantes no ano passado e prevê o dobro neste ano.

O NEA está localizado na avenida Projetada, 75, no distrito de São Silvestre, em Jacareí (SP). As inscrições para as visitas monitoradas podem ser feitas pelo telefone (12) 2128-1643 ou e-mail nea.jacarei@suzano.com.br

Sobre a Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

Divulgação