Suzano incentiva ações virtuais de voluntariado durante a pandemia

A empresa desenvolveu o Guia de Ações de Voluntariado Remoto, no qual apresenta dicas de ações voluntárias que podem ser realizadas à distância

Suzano fomenta o trabalho voluntário como forma de promover o exercício da cidadania e o protagonismo social para construção de um mundo melhor.  Por meio do Voluntariar, programa existente antes mesmo da fusão que uniu a Suzano Papel e Celulose e a Fibria Celulose, a companhia reinventou e adaptou diversas atividades para que, mesmo durante pandemia, os colaboradores, prestadores de serviço, familiares e parceiros continuem realizando ações sociais, reforçando o propósito de promover uma mudança positiva na sociedade.

Guia de Ações de Voluntariado Remoto

Entre uma série de iniciativas, a Suzano desenvolveu o Guia de Ações de Voluntariado Remoto, onde apresenta 10 dicas de ações voluntárias que podem ser realizadas de forma virtual, como, por exemplo, Compras Solidárias, Acolhida Virtual, E-Duca, Movimentar Faz Bem e outras que contribuem para transformar a sociedade e ajudar uns aos outros. Os projetos incentivam desde encontros virtuais de acolhimento, entretenimento, apoio à atividade física, leitura e compartilhamento de conhecimentos, até dicas de receitas saudáveis e doações de produtos de necessidades básicas.

Acolhida Voluntária

Uma das principais ações desenvolvidas é a Acolhida Voluntária, que cria uma rede de pessoas que vão se conectar semanalmente, levando acolhimento, amor, solidariedade, orientação, empatia e bom humor. Compras solidárias também é uma das ideias propostas, em que o objetivo é fazer compras de produtos essenciais de estabelecimentos, como mercado e farmácias, e ajudar aqueles que mais precisam, evitando aglomerações nesses locais.

Elisabete Flores Pagliusi, Coordenadora do Programa Voluntariar da Suzano e Projeto de Formação

“Há duas décadas o Voluntariar é uma forma de inspirar as pessoas visando a construção de um futuro melhor. Na Suzano, buscamos continuamente sermos agentes de transformação na sociedade ao estimular o engajamento social para promovermos mudanças positivas na sociedade, principalmente neste momento tão desafiador”, ressalta Elisabete Flores Pagliusi, Coordenadora do Programa Voluntariar da Suzano e Projeto de Formação. “Reconhecemos que cada pessoa tem muito para contribuir com o próximo e que, juntos, geramos conexões para fortalecer o trabalho voluntário”.

Operador de logística da Unidade de Jacareí/SP, José Alexandre de Carvalho

E essa conexão é o que o operador de logística da Unidade de Jacareí/SP, José Alexandre de Carvalho, destaca no ser voluntário. Ele afirma que a alegria em ajudar o próximo é muito gratificante. “Ser voluntário é doar sua energia e criatividade e ganhar em troca contato humano, convivência com pessoas diferentes, oportunidade de viver outras situações, aprendendo coisas novas, uma satisfação de se sentir útil. Um trabalho enriquecedor – tanto para quem o desempenha, quanto para quem é impactado por ele, ser voluntário é muito mais do que querer ajudar. Ajudar o próximo contribuir com um mundo melhor, faz bem a nós mesmos e nos ajuda a crescer. Doar tempo sem esperar dada em troca é remar contra a maré do que geralmente estamos acostumados, o que pode ser uma prática muito saudável para mente e para a alma”.

Motivada pelo E-duca, a colaboradora Renata Lima Pentagna Guimarães, coordenadora de suprimento da Unidade de Jacareí, realiza ações voluntárias para facilitar círculos de prática de comunicação empática (CNV) pela internet. A partir de sua iniciativa, 20 pessoas são beneficiadas com seu trabalho voluntário. Renata também é voluntária na administração de uma comunidade que estuda e propõe opções de ensino à distância humanizado e acessível.

SUZANO
Mural dos voluntários

Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

Instagram