Suzano beneficia 75 mil pessoas no Vale do Paraíba (SP) com programa que incentiva melhorias na educação

Parceria pela Valorização da Educação inicia atividades do ano envolvendo educadores, gestores e mobilizadores de Jacareí, Igaratá, Paraibuna, Pindamonhangaba, Santa Branca, Salesópolis e Tremembé

A Suzano iniciou as ações de 2019 do programa Parceria pela Valorização da Educação (PVE) no Vale do Paraíba (SP). A expectativa é de beneficiar, direta e indiretamente, mais de 75 mil pessoas nos municípios de Jacareí, Igaratá, Paraibuna, Pindamonhangaba, Santa Branca, Salesópolis e Tremembé. O PVE contribui para a melhoria da educação pública nos municípios onde a Suzano atua, por meio da mobilização social das comunidades e do apoio à qualificação das práticas de gestão educacional.

No terceiro ano consecutivo de atividades em Igaratá (SP), e segundo nas outras seis cidades da região, o PVE terá suas primeiras ações locais, neste mês, baseadas nos planos apresentados durante a Oficina de Pactuação do PVE 2019, realizada em São Paulo. O evento reuniu profissionais da educação de mais de 100 municípios de 17 estados brasileiros. Na ocasião, as iniciativas apoiadas pela Suzano no Vale do Paraíba em 2018 foram reconhecidas com doze troféus no Prêmio PVE.

“O reconhecimento obtido no Prêmio PVE mostra o esforço e a mobilização dos educadores, gestores e comunidade em busca da excelência no ensino público. Isso motiva ainda mais para o novo ciclo do programa, que vai estimular os jovens a fazerem a diferença, com mais protagonismo em suas vidas”, afirma Adriano Martins, consultor de Sustentabilidade da Suzano.

Inspirado na mensagem ‘Estar presente faz a diferença’, o PVE tem como estratégia a atuação em duas frentes: gestão e mobilização social. A primeira delas prevê ações de formação e apoio à gestão pública e tem como foco o desenvolvimento de competências para favorecer a atuação eficiente de gestores educacionais e escolares. Já a outra busca mobilizar diferentes atores da sociedade para criação e fortalecimento de redes em prol da qualidade da educação.

Em 2018, o PVE esteve presente em 104 cidades, de 17 estados brasileiros, e impactou 360 mil alunos de 1.130 escolas, além de mobilizar 162 mil pessoas.  As atividades envolveram 773 técnicos de Secretarias de Educação e capacitação de 2.131 diretores e coordenadores pedagógicos.

Reconhecimento

Os projetos desenvolvidos no PVE, em 2018, em Jacareí, Igaratá, Tremembé e Salesópolis foram premiados e outras cidades da região, como Paraibuna e Pindamonhangaba, também se destacaram como finalistas no Prêmio PVE.

Entre as cidades com mais de 21 mil habitantes, Jacareí foi a grande vencedora na categoria Gestão Escolar, enquanto Tremembé foi reconhecida na categoria Mobilização Social, mesmo prêmio recebido por Salesópolis entre municípios de até 21 mil habitantes.

A EMEIF Irmã Paula Guimarães Nunes, em Igaratá, foi escolhida uma das escolas de destaque nacional no acompanhamento das aprendizagens. Entre as cidades com mais de 21 mil habitantes, duas instituições da região foram condecoradas no mesmo quesito: a EMEF Professor José Éboli de Lima, de Jacareí, e a EMEF Nicolau Couto Ruiz, de Tremembé.

As escolas recebem um curso online para qualificação da gestão e kits pedagógicos, enquanto as equipes dos municípios vencedores nas frentes de Gestão Educacional, Gestão Escolar e Mobilização Social ganham viagens com roteiro formativo e cultural em território nacional.

Outras conquistas foram a inclusão de Jacareí, Salesópolis e Paraibuna entre as finalistas do prêmio de Destaque Nacional. As três cidades também integram a lista final na categoria Mobilização Social, assim como Pindamonhangaba e Tremembé.

A região ainda comemorou o reconhecimento da mobilizadora social Jaqueline Reis, que recebeu três troféus pelos projetos desenvolvidos em Jacareí, Salesópolis e Tremembé.  As formadoras da Comunidade Educativa CEDAC, parceria técnica do programa, também foram homenageadas, com prêmios para Sayuri Masukawa Dezerto (Jacareí), Edileine Fonseca (Salesópolis) e Ângela Luiz (Tremembé).

Sobre a Suzano

Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.