Sindicato dos Metalúrgicos inaugura nova sede

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região inaugura, nesta sexta-feira (13), sua nova sede. O prédio, da década de 60, faz parte da história do movimento sindical e será reaberto após dois anos de reforma e ampliação.  

A inauguração acontece à véspera do 64º aniversário do Sindicato, fundado em 14 de março de 1963. Hoje representa 35 mil trabalhadores de 1260 fábricas de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava, Santa Branca e Igaratá.

As obras da reforma acontecem num momento em que sindicatos de todo o país passam por dificuldades financeiras provocadas pela reforma trabalhista e fim do Imposto Sindical.

Ambientes


Com a reforma, o prédio passa a ter 1.065 m2 de área construída distribuídos em três andares e mais de 40 ambientes. O salão de assembleias, espaço nobre do Sindicato, tem capacidade para 150 pessoas sentadas e foi equipado com um moderno sistema de áudio e vídeo, inclusive com câmeras robóticas.

Sem dinheiro do governo


O investimento no prédio foi financiado exclusivamente com recursos advindos da contribuição dos metalúrgicos, por meio de sindicalizações, taxas assistenciais e processos jurídicos.

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

Na década de 1990, o Sindicato dos Metalúrgicos abriu mão do Imposto Sindical. A entidade considera que a cobrança estimula a criação de sindicatos de fachada, que não lutam pelos trabalhadores. Quando o imposto foi extinto, portanto, não houve impacto nas finanças do Sindicato.

Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região
Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região

 “A concretização dessa reforma é uma conquista de todos os metalúrgicos da nossa região. Fizemos uma administração responsável e conseguimos concluir essa obra sem depender de dinheiro de patrão nem de Imposto Sindical. É assim que se constrói um Sindicato independente e de luta”, afirma o presidente Weller Gonçalves.