Siemens Gamesa tem lucro líquido de € 67 milhões no primeiro semestre e carteira de pedidos recorde de € 23,6 bi

  • Vendas cresceram 6% na comparação com o primeiro semestre do ano passado, chegando a € 4,651 bi, a margem EBIT pré-PPA e os custos de integração e reestruturação ficaram em 6,8%, enquanto o lucro saiu de € 0 milhão no mesmo período do ano passado para € 67 milhões neste ano.
  • No segundo trimestre, as vendas atingiram 2,389 bi (+ 7% a/a): margem EBIT antes dos custos de PPP. Integração e reestruturação foi de 7,5%. Lucro líquido aumentou 40% a/a, atingindo € 49 milhões
  • Sólida atividade comercial permite assegurar o limite inferior mínimo da receita do ano fiscal de 2019 (€ 10 a € 11 bilhões)
  • Empresa registrou volume de pedidos de € 10,9 bi nos últimos doze meses (+ 8% a/a), impulsionado por todos os segmentos de negócios.
A Siemens Renewable Energy Gamesa (ERMS) anunciou, hoje, os resultados do primeiro semestre (outubro-março) e no segundo trimestre (janeiro-março) do ano fiscal de 2019. O lucro cresceu de 6% a/a no primeiro semestre do ano fiscal de 2019, para € 4,651 bilhões, e 7% no segundo trimestre, para € 2,389 bilhões, com a sólida performance de Offshore e Serviços.

A empresa encerrou o semestre com um PPA pré Ebit, custos de integração e reestruturação de € 316 milhões, equivalentes a uma margem EBIT pré-PPA, custos de integração e reestruturação de 6,8%. Por outro lado, no segundo trimestre registou um pré EAP, custos de integração e reestruturação de € 178 milhões, com uma margem EBIT pré PPP, custos de integração e reestruturação de 7,5%. Este resultado foi alcançado num contexto de queda dos preços na carteira de encomendas, parcialmente compensado por medidas de produtividade, sinergias e custos fixados como resultado da implementação do programa L3AD2020 e do elevado volume de atividade nas unidades de negócio Offshore e Serviços.

O desempenho financeiro está alinhado com as diretrizes apresentadas para o ano fiscal de 2019 (vendas de € 10 a € 11 bilhões e EBIT margem pré PPA, custos de integração e reestruturação de 7% -8,5%), em um ano no qual a atividade Onshore se concentrará no quarto trimestre.

O lucro líquido alcançou € 67 milhões no primeiro semestre, ante € 0 registrado no mesmo período do ano anterior. A empresa encerrou o segundo trimestre com um lucro líquido de € 49 milhões, representando um aumento de 40% em relação ao ano anterior. A posição da dívida líquida em 31 de março era de € 118 milhões.

Por outro lado, a Siemens Gamesa se tornou o primeiro fabricante de turbinas eólicas a obter o rating de crédito Investment Grade. Standard & Poors (S & P) concedeu uma classificação BBB- de longo prazo com perspectiva positiva, enquanto a Moody atribuiu um rating Baa3, com perspectiva estável. A empresa estreou no grupo de empresas qualificadas com grau de investimento.

Forte atividade comercial

A atividade comercial permanece forte, com uma carteira de pedidos recorde de € 23,6 bilhões de (+ 7% a/a), o que assegura 100% do limite mínimo de vendas comprometidas para o exercício de 2019, proporcionando maior visibilidade para os próximos anos.

A entrada de pedidos foi de € 2,5 bilhões no segundo trimestre, impulsionada pela área de Serviços (+ 11% a/a). Enquanto nos últimos doze meses a entrada de pedidos chegou a € 10,924 bilhões (+ 8% a/a), graças à forte contribuição das diferentes áreas de negócio.

Durante o trimestre, a Siemens Gamesa continuou a fortalecer sua liderança tecnológica. Depois de apresentar uma nova turbina offshore de 10 MW, plataforma GS 10,0-193 DD, a empresa lançou novos modelos Onshore, plataformas SG 5,8-155 e 5,8-170, com o maior rotor do mercado. Este modelo combina tecnologias comprovadas e de ponta, com design flexível, que permite a adaptação a todos os tipos de sites. A fabricação da SG 5.8-155 está prevista para o último trimestre de 2020, enquanto a manufatura da SG 5.8-170 começará a ocorrer no primeiro trimestre de 2021.

Resumo dos principais indicadores financeiros
Principais números do SGRE 2º trimestre de FY19 (19 de janeiro a 19 de março) Var. 1º semestre de FY19 (18 de outubro a 19 de março) Var.
Vendas € 2,389 bi 7% € 4,651 bi 6%
Vendas de turbinas eólicas € 2,060 bi 4% € 3,964 bi 4%
Vendas de O&M € 330 mi 23% € 687 mi 24%
Ebit pre PPA, custos de integração e reestruturação € 178 mi -6% € 316 mi -2%
Ebit relatado € 90 mi 68% € 130 mi 46%
Margem Ebit do pré-PPA, custos de integração e reestruturação 7,5% -1,0 p.p. 6,8% -0,6 p.p.
Resultado líquido € 49 mi 40% € 67 mi NA

Sobre a Siemens Gamesa Brasil

A Siemens Gamesa é líder global na indústria de energia eólica, com forte presença em projetos offshore, onshore e serviços. Por meio de suas avançadas tecnologias, a empresa oferece amplo portfólio de produtos, assim como serviços de ponta, ajudando a fazer a energia limpa mais acessível e confiável. Com mais de 3,1 GW instalados no Brasil em projetos onshore, a companhia produz turbinas para geração de energia eólica em sua fábrica na cidade de Camaçari, na Bahia, além de ter equipe dedicada a serviços de instalação e manutenção. Com carteira de pedidos de €23 bilhões, a Siemens Gamesa está sediada na Espanha e listada no índice Ibex 35. Para mais informações, acesse www.siemensgamesa.com