Seu cão vive puxando a guia durante a caminhada? Aprenda alguns truques para tornar o passeio mais agradável

0
80

 

Cães que puxam-Foto:Marcelo Navarro
Cães que puxam-Foto:Marcelo Navarro

Quem nunca viu um dono sendo arrastado pelo seu cão durante o passeio? Você passa por isso? Sabia que ensinar o seu cachorro a usar coleira e guia para tornar o passeio tranquilo é muito mais fácil do que você imagina?

 

Para o adestrador e especialista em comportamento canino Ricardo Tamborini, tudo começa com a escolha do material correto. Em primeiro lugar, é importante utilizar guia e coleira adequados ao tamanho do cão.

 

“Não é recomendado o uso de coleira peitoral, pois os peitorais foram inventados para animais de tração (animais que carregam muito peso) e farão com que o cão ande na sua frente e puxe cada vez mais, tornando o passeio desagradável. Lembre-se de que quem deve andar na frente é você (o líder). O cão deve andar atrás ou ao lado”, destaca.

 

A seguir, o especialista dá algumas dicas valiosas para tornar agradável o passeio com o seu cão. Confira:

 

– No início do treinamento evite usar colares enforcadores (que parecem corrente). Se não for usado da maneira correta, esse acessório pode causar muito desconforto ao cão e amedrontá-lo, fazendo com que fuja toda vez que vir o colar.

 

– Filhotes aprendem mais rapidamente, mas isso não significa que você não possa também ensinar os cães mais velhos. A diferença é que os mais velhos levam um pouco mais de tempo e demandam mais empenho e dedicação de seus donos para aprenderem.

 

– Inicie o treinamento em casa, pois ruas ou parques oferecem muitas distrações para os cães, o que pode atrapalhá-los no exercício.

 

Treine por etapas:

 

– Coloque a coleira e a guia no cão e dê a ele algum petisco ou brinquedo. Assim, ele vai associar a coleira com algo positivo. Em seguida segure a guia e comece a caminhar em linha reta, chamando o cão para acompanhá-lo. Se ele seguir, brinque com ele e recompense-o novamente.

 

– No início,geralmente os cães sentem-se desconfortáveis com a coleira e começam a resmungar e pular como doidos. Mantenha a calma e fique parado, esperando pacientemente ele se acalmar. Depois, continue caminhando.Alguns cães entendem o exercício nos primeiros minutos, já outros podem levar alguns dias. O maior segredo para o sucesso é a paciência e a periodicidade.

 

– Assim que o cão entender que não deve puxar a guia dentro de casa, treine-o no quintal. Em seguida, procure uma rua calma, depois um parque e assim por diante.

 

– Se o cão começar a puxar a guia, interrompa temporariamente o passeio. Pare e permaneça imóvel, não olhe e nem fale com ele. Assim que ele se acalmar e afrouxar a guia, dê continuidade ao passeio. Se ele seguir sem puxar, continue caminhando e novamente brinque e recompense.

 

– Mude de direção se o cão puxar a guia. Você é quem escolhe o caminho e não ele.Contrarie o seu cão para mostrar que é você quem manda. Por exemplo: se o cão quer ir para a direita, vá para a esquerda e vice-versa. Fique bem atento, e se perceber que ele vai começar a puxar, mude de direção girando o seu corpo, fazendo uma volta de 180 graus no sentido em que ele estiver puxando, antes que a guia se estique totalmente.

 

Essa mudança repentina irá impedir o cão de conseguir alcançar o seu destino arrastando a guia. O resultado desse treino é fazer com que o cão entenda que, se ele puxar a guia, o passeio é interrompido. Repita o exercício algumas vezes até que ele entenda que se puxar a guia o passeio muda de direção.

 

O treinamento irá fazer com que o cão conheça o limite da guia e o respeite, caminhando ao lado do dono, sem puxar. Ele também entenderá que é o seu tutor quem determina o ritmo e o destino do passeio.

 

Ricardo Tamborini é adestrador e especialista em comportamento canino.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here