Setor supermercadista puxa evolução do emprego em São José dos Campos

Conforme os resultados referentes a 2018 do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho, São José dos Campos obteve saldo positivo de 712 vagas do nível de emprego. Foi o melhor resultado desde 2010. O aquecimento do emprego foi puxado pelo setor de serviços, que mais gerou vagas na cidade com carteira assinada. Grande parte dessas vagas foram geradas pelo setor supermercadista.

Em 2017, a cidade recebeu novos empreendimentos como as lojas dos varejistas Shibata/Jardim Oriente e Spani/Jardim Alvorada. No ano passado, os investimentos foram do Oba/Hortifruti/Jardim Aquarius, Máximo/Urbanova e Semar/Parque Novo Horizonte. Neste ano, ainda no primeiro semestre, deverá ser inaugurada mais uma unidade do Supermercado Villarreal, no bairro Urbanova. Todas as lojas geraram ao menos 800 novos empregos para a cidade.

Outra importante rede de supermercados também deverá anunciar investimentos na cidade ainda para 2019.

Para os técnicos da Secretaria de Inovação da Prefeitura, os novos investimentos refletem sinais reais da recuperação da economia. E a cidade, com a infraestrutura que oferece, além de mão de obra capacidade, é atrativa para os investidores.

Investimentos

De sua parte, a Prefeitura tem ainda investido em grandes obras nas áreas de mobilidade como a Via Cambuí e o Arco da Inovação e ainda em setores importantes com a Saúde e Educação, com novas unidades e ampliações.

Para aumento da empregabilidade, a Prefeitura vai investir neste ano cerca de R$ 1 milhão para oferecimento de cursos gratuitos de capacitação profissional para atender a demanda do mercado de trabalho. No ano passado, o programa Qualifica São José, que coordena os cursos profissionalizantes, capacitou 12.550 alunos, em 250 cursos profissionalizantes.

Setor de supermercados foi o que mais gerou vagas de emprego nos últimos dois anos – Foto: Claudio Vieira/PMSJC