#PraCegoVer Grupo de nove pessoas, duas delas cadeirantes, reunidas em volta de uma mesa. (Foto: Divulgação/PMC)

A Prefeitura de Caraguatatuba por meio da Secretaria de Habitação colocou ao dispor dos munícipes que tenham mobilidade reduzida, o serviço em domicílio de cadastramento para programas habitacionais. O recadastramento é necessário de acordo com a Portaria 163/2016 do Ministério das Cidades.

O secretário de Habitação, Carlos Cogo, e os técnicos Maurício Veturelli, Márcia Sato e Fernanda de Andrade Cassiano estiveram reunidos com o presidente da Associação das Pessoas com Deficiência do Litoral Norte-SP (Apedel), Dario Garcia, nessa segunda-feira (04/06), na Secretaria de Educação, no Indaiá, e acertaram essa incumbência.

“Notamos que após a chamada para o recadastramento de pessoas interessadas em unidades habitacionais sociais, o número de pessoas com deficiência que se apresentaram foi bem reduzido. Um dos motivos relatados pelo representante da Apedel foi a dificuldade dessa parcela da população se deslocar até a sede da secretaria, no Indaiá. Com essa atitude acreditamos alcançar esse segmento da sociedade”, esclareceu Cogo.

O agendamento do interessado deve ser feito pelo telefone 3885-1600. Contudo, o secretário lembrou ainda que os interessados podem se cadastrar online, no site da Prefeitura, caso tenham acesso à internet.

A reunião tratou também de assuntos pertinentes à acessibilidade, sendo solicitado pela Apedel que os conjuntos habitacionais de interesse social já entregues no município se enquadrem à norma técnica de acessibilidade – NBR9050/2015, e que após adequadas, as unidades recebam o selo de “habitação universal” e “habitação visitável”.

PMC