São Paulo é o estado com maior número de conquistas no Prêmio Saint-Gobain de Arquitetura – Habitat Sustentável

A Saint-Gobain, referência mundial em construção sustentável, acaba de anunciar a prorrogação das inscrições para a sexta edição doPrêmio Saint-Gobain de Arquitetura – Habitat Sustentável. Profissionais e estudantes de Arquitetura têm até o dia 28 de novembro para se cadastrar no sitehttp://www.premiosaintgobain.com.br/. Os projetos podem ser enviados até 05 de dezembro.

capital paulista e região vêm se consolidando como os grandes vencedores da Premiação que já é considerada uma das mais importantes do setor da construção civil. Já são 28 conquistas e as cidades de Bragança Paulista, Osasco, Campinas, Mogi das Cruzes, Barretos e Carapicuíba têm se destacado por meio de projetos que unem conforto, inovação e sustentabilidade.

Categorias

Na categoria Profissional, modalidades Projeto e Edificação, podem ser inscritos projetos voltados para construções Residenciais, Comerciais ou Institucionais. O 6º Prêmio Saint-Gobain de Arquitetura – Habitat Sustentável também é uma oportunidade para os estudantes apresentarem seus trabalhos de conclusão de curso para um júri seleto e especializado, tendo a chance de se destacarem logo no início da carreira. Eles podem concorrer individualmente ou em equipe. Também é possível participar com outro projeto desenvolvido durante a graduação ou especialmente para o Prêmio, que esteja de acordo com o regulamento.

Com reconhecimentos que somam mais de R$ 300 mil, a premiação selecionará 25 projetos vencedores nas duas categorias. Entre todos os 70 finalistas, serão ainda escolhidos os Destaques em Conforto, Inovação e Sustentabilidade. E, entre os vencedores, o Melhor Projeto da Edição será contemplado com uma viagem internacional com acompanhante. O resultado será anunciado em março de 2019, durante a Expo Revestir, em São Paulo.

 

Relembre alguns dos projetos:

1º LUGAR CATEGORIA ESTUDANTE (5ª EDIÇÃO)

O URBANISMO SUSTENTÁVEL: DO PLANO AO EDIFÍCIO

Instituição: Universidade Presbiteriana Mackenzie

Autora: Gabriela Bastos Porsani

Orientador: José Luiz Tabith Junior

Cidade: São Paulo/SP

Descrição do Projeto: Previamente ao projeto arquitetônico, foi proposto um redesenho urbano, que conecta e requalifica áreas residuais no bairro de Vila Mariana, em São Paulo, comprovando a necessidade de diretrizes sustentáveis em zonas urbanas consolidadas. A análise da região resultou no Plano de Requalificação do Eixo Metrô Ana Rosa – Parque da Aclimação, composto por um parque linear que conecta três praças preexistentes à uma praça singular desenhada pela nova arquitetura. Dessa forma, o projeto, além de suprir com a carência de um Núcleo Esportivo público para a região, também integra o modelo arquitetônico aos espaços públicos existentes. Ademais, para melhores desempenhos térmicos e acústicos, foram adotadas estratégias da arquitetura bioclimática passiva com elementos pré-fabricados de alta tecnologia, além de propostas sustentáveis como o reuso de águas pluviais, a cobertura verde e o uso de painéis fotovoltaicos, que contribuem para a redução de gastos e de desperdício de materiais.

1º LUGAR CATEGORIA PROFISSIONAL – EDIFICAÇÃO INSTITUCIONAL – 5ª EDIÇÃO

MORADAS INFANTIS – FUNDAÇÃO BRADESCO

Escritório: Rosenbaum Projetos + Aleph Zero

Autora Responsável: Adriana Benguela

Equipe: Gustavo Utrabo (Aleph Zero), Pedro Lass Duschenes (Aleph Zero) e

Marcelo Rosenbaum (Rosenbaum Projetos)

Cidade: São Paulo/SP

Descrição do Projeto: As novas moradas para as crianças da escola em regime de internato da Fundação Bradesco na fazenda de Canuanã – Formoso do Araguaia – Tocantins, se organizam em duas vilas, uma masculina e outra feminina. Esta separação já ocorria nas moradias existentes, porém neste novo momento as moradias não mais serão formadas por grandes espaços dormitórios, mas sim por 45 unidades com seis alunos cada. Contínuo aos dormitórios estão os mais distintos espaços de convívio como sala de TV, espaço para leitura, varandas, pátios, redários, entre outros. Todos estes novos programas complementares às moradas foram idealizados conjuntamente com os alunos no intuito de melhorar a qualidade de vida e refinar o laço entre alunos e escola. Desta maneira, além de abrigar um maior número de crianças, as novas vilas pretendem aumentar a autoestima das crianças através da utilização de técnicas locais, criando uma ponte entre as técnicas vernaculares e um novo modelo de habitação sustentável.

1º LUGAR CATEGORIA PROFISSIONAL – PROJETO COMERCIAL (5ª EDIÇÃO)

AMATA

Escritório: Triptyque Architecture

Autora Responsável: Carolina Bueno

Equipe: Pedro Sávio Jobim Pinheiro

Cidade: São Paulo/SP

Descrição do Projeto: Iniciativa da empresa florestal brasileira AMATA, o projeto apresenta um edifício totalmente construído em madeira 100% certificada, com garantia de origem e trajetória. Possui terreno de 1.025 m², localizado na Vila Madalena, e área total de 4.700 m². Com 13 pavimentos e um conceito mixed-use, o projeto prevê diversas funcionalidades aos espaços, como coworking e coliving. São espaços públicos e privados que interagem com cidade e onde se pode aproveitar dessa nova maneira de viver com mais consciência. Cada 1m³ de madeira reflorestada é capaz de absorver em média uma tonelada de CO² do ambiente, o que vem de encontro com a proposta assinada pelo Brasil durante a 21ª Conferência do Clima (COP 21), realizada em dezembro de 2015, em Paris, que promete florestar 12 milhões de hectares e reduzir em 43% a emissão de gases do efeito estufa até 2030. Essa é uma solução para ajudar a resolver um problema crônico da indústria da construção, que hoje é responsável pela emissão de quase metade do dióxido de carbono do mundo.

2º LUGAR CATEGORIA PROFISSIONAL – PROJETO COMERCIAL (5ª EDIÇÃO)

PAVILHÃO PARA ESCRITÓRIO DE ARQUITETURA

Autora Responsável: Maria Jocelei Steck (Steck Arquitetura)

Cidade: Campinas/SP

Descrição do Projeto: Projeto de um pavilhão para funcionar um escritório de arquitetura, que atenda a necessidade do cliente de expansão futura ou redução, totalmente modular com estrutura em madeira que tenha flexibilidade para ser modificado durante sua vida, ou seja, projeto de fácil entendimento, com elementos reutilizáveis, que possa ser desmontado e montado em outro local, ampliado ou reduzido de acordo com as necessidades, sem desperdícios. Flexível, compartilhável, versátil. Economicamente viável e acessível. Com espaços confortáveis para reunião e compartilhamento ou para isolamento, espaços de descanso, de estar, de criatividade e experimentação, de trabalho, de estudo e pesquisa, de alimento, com espaços intermediários e de transição publico-privado e de integração com a natureza.

3º LUGAR CATEGORIA PROFISSIONAL – PROJETO COMERCIAL (5ª EDIÇÃO)

FAZENDA DE CACAU

Escritório: Arco Arquitetos

Autor Responsável: Frederico Zanelato

Equipe: Ana Beatriz Goulart Faria e Sergio Francisco da Silva Faraulo

Cidade: Mogi das Cruzes/SP

Descrição do Projeto: O partido arquitetônico adotado foi baseado no programa de necessidades estabelecido pelo contratante para dar suporte a uma agrícola de Cacau localizada em Ilhéus – BA. Foram levados em consideração fundamentalmente aspectos ambientais, geográficos e climáticos. Em relação às densidades demográficas, os recursos socioeconômicos e o contexto cultural local, de modo a propiciar ambientes com conceitos inclusivos, aliando as características dos ambientes internos e externos (volumetria, formas, materiais, cores, texturas) com as práticas pedagógicas, culturais e sociais.

1º LUGAR CATEGORIA PROFISSIONAL – PROJETO RESIDENCIAL (5ª EDIÇÃO)

CASA TERRA

Escritório: Atelier O’Reilly

Autora Responsável: Patricia de Almeida O´Reilly

Equipe: Bruna Hioki e Marianne Araújo Brito

Cidade: Carapicuiba/SP

Descrição do Projeto: O projeto contribui com a aplicação de estratégias para a melhora da eficiência acústica, energética e gestão dos recursos naturais. Inova aplicando três sistemas construtivos simultâneos alcançando eficiência sustentável e viabilidade econômica. A associação do sistema construtivo, terra, woodframing e aço contribuiu com a diminuição do custo por m2 construído, tempo de obra, resíduos, melhora da eficiência térmica e acústica, controle da umidade relativa dentro do edifício, qualidade do ar interno, resgate de carbono, impacto no entorno, requalificação e formação de mão de obra especializada. A CASA TERRA propõe uma mudança de paradigma na arquitetura e na construção sustentável no Brasil.

DESTAQUE EM CONFORTO (5ª EDIÇÃO)

NASP – NOVA SEDE ADMINISTRATIVA

Escritório: Dal Pian Arquitetos

Autor Responsável: Renato Dal Pian

Equipe: Lilian Dal Pian

Cidade: São Paulo/SP

Descrição do Projeto: Com capacidade para abrigar 1800 colaboradores, a Nova Sede Administrativa da Natura São Paulo – NASP – se localiza às margens da Rodovia Anhanguera, a um quilômetro da Marginal Tietê. Em terreno urbano, de topografia variada e áreas densamente vegetadas, o edifício procura se harmonizar funcional e volumetricamente com o Centro de Distribuição existente. Sua implantação criteriosa respeita a geografia e a topografia do lugar, proporcionando a interação de seus espaços com a paisagem natural do entorno. O programa se distribui em um edifício, longitudinal e paralelo à face leste do Centro de Distribuição.  Pensado como uma “Torre Horizontal”, concentra, integra e aproxima suas diversas atividades. Reforçando seu caráter gregário, um grande vazio central – “Vazio Integrador” – com jardins escalonados, percorre internamente todos os seus pavimentos. Como acesso principal, uma “Passarela de Recebimento”, suspensa e lançada sobre a vegetação e os taludes existentes, absorve os fluxos de pedestres.

DESTAQUE EM INOVAÇÃO (5ª EDIÇÃO)

ARENA DA JUVENTUDE

Escritório: Héctor Vigliecca e Associados

Autor Responsável: Héctor Ernesto Vigliecca Gani

Equipe: Luciene Quel e Ronald Werner Fiedler

Cidade: São Paulo/SP

Descrição do Projeto: O projeto buscou oferecer a solução para um dos grandes desafios dos Jogos Olímpicos da atualidade: como extrair o máximo de um evento de grande magnitude, como uma Olimpíada, revertendo-o em legado econômico e efetivo para a comunidade. Piso do espaço de eventos monolítico de concreto concebido para cargas variáveis, arquibancadas modulares tubulares para incremento de público, sistema de ar condicionado externo tipo rooftop para fácil montagem e desmontagem, sistema de membranas para estanqueidade.

MELHOR PROJETO 4ª EDIÇÃO

CASA DA SUSTENTABILIDADE

Escritório: Hiperstudio Arquitetura

Autor Responsável: Ricardo Felipe Gonçalves

Equipe: Ricardo Felipe Gonçalves, Marcus Rosa e Matheus Marques Rodrigues Alves

Cidade: São Paulo / SP

Descrição do Projeto: A Casa da Sustentabilidade conta com uma infraestrutura que se apoia em soluções sustentáveis para produção de energia solar, reuso de água pluvial, tratamento de águas cinzas e esgoto e compostagem para produção de adubo. A arquitetura se curva ao protagonismo da paisagem e não almejando, portanto, se destacar como objeto construído.

2º LUGAR MODALIDADE COMERCIAL (4ª EDIÇÃO) 

COMPLEXO MULTIFUNCIONAL NAÇÕES UNIDAS

Escritório: Jonas Birger Arquitetura

Autor Responsável: Jonas Birger

Equipe: Jonas Birger, Camila Prado, Gabriel Freitas, Liliane Ferreira Novo, Luciano Caruggi e Waldivo Jose França Jr

Cidade: São Paulo / SP

Descrição do Projeto: O Complexo Multifuncional Nações Unidas, de Jonas Birger, Camila Prado, Gabriel Freitas, Liliane Ferreira Novo, Luciano Caruggi e Waldivo Jose França Jr, do escritório Jonas Birger Arquitetura, é composto por quatro empreendimentos: uma torre corporativa, uma residencial, uma mista com habitação e serviços e uma galeria de lojas. Uma praça que liga o complexo à estação da CPTM Granja Julieta, em São Paulo, será construída para promover integração e mobilidade. Essa praça, aberta ao público e com 32 mil metros quadrados, se tornará um marco de urbanismo restaurativo da região, possibilitando novos usos e fluxos tanto de pedestres como de ciclistas, já que será criada uma passarela que liga a praça à ciclovia pública existente nas margens do Rio Pinheiros. Estratégias para redução de consumo de água potável serão aplicadas na praça e nos quatro empreendimentos. O complexo utilizará um terreno atualmente 90% impermeável, manterá os exemplares relevantes de vegetação existente, resquícios de Mata Atlântica, e plantará 1.500 mudas de árvores nativas brasileiras em seu espaço interno e entorno imediato. Elementos pré-moldados da fachada contribuem para o conforto térmico da edificação.

MELHOR PROJETO (3ª EDIÇÃO)

ALIAH HOTEL

Escritório: Arkiz / Hiperstudio

Autor Responsável: João Paulo Payar

Equipe: Alexandre Hepner e Rafael Brych/Arkis, Matheus Marques R. Alves e Ricardo F. Gonçalves/Hiperstudio

Cidade: São Paulo / SP

Descrição do Projeto: O trabalho vencedor propôs um conceito de hotel que se destaca como referência internacional no quesito sustentabilidade. Desenvolvido porJoão Paulo Payar, do escritório Arkiz, o projeto Aliah Hotel foi o grande vencedor por suas estratégias de conforto ambiental e eficiência energética serem um elemento visível e claramente identificável a partir do conceito arquitetônico adotado. Implantado sobre uma colina e desfrutando de vistas privilegiadas para a paisagem campestre do entorno, o hotel pousa delicadamente sobre a topografia do terreno. A chegada ao hotel é marcada por uma praça de acesso e recepção que constitui um mirante para a observação da paisagem. O objetivo final é tornar a sustentabilidade não apenas uma característica oculta do edifício, mas sim um aspecto vivencial do hotel que o hóspede ou o visitante possa perceber, sentir e tocar.

 

SERVIÇO

6º Prêmio Saint-Gobain de Arquitetura – Habitat Sustentável

Inscrições: até 28 de novembro de 2018

Site:  www.premiosaintgobain.com.br

Premiação: março de 2019

 

SOBRE A SAINT-GOBAIN

A Saint-Gobain projeta, fabrica e distribui materiais e soluções pensadas para o bem-estar de cada um de nós e o futuro de todos. Podem ser encontrados em todos os lugares em que vivemos e no nosso dia a dia: em edifícios, transportes, infraestruturas e em muitas aplicações industriais. Eles proporcionam conforto, performance e segurança, ao mesmo tempo em que respondem aos desafios da construção sustentável, eficiência do uso de recursos e mudança climática.

€40.8 bilhões de vendas em 2017
Opera em 67 países
Mais de 179.000 funcionários

www.saint-gobain.com
@saintgobain

 

SOBRE A SAINT-GOBAIN NO BRASIL

A Saint-Gobain atua há mais de 80 anos no Brasil com um portfólio diversificado de marcas como Brasilit, Isover, Norton, PAM, Placo, Sekurit, Telhanorte e Weber, produtos quartzolit. O Grupo tem 17 mil colaboradores diretos e indiretos no país, vendas anuais de R$ 9 bilhões em 2017, assim como 59 fábricas, 43 centros de distribuição, 10 mineradoras, 71 lojas, 23 escritórios comerciais e 1 centro de pesquisa e desenvolvimento.

Mais informações sobre Saint-Gobain no Brasil

www.saint-gobain.com.br

Gostou, Compartilhe!
Show Buttons
Hide Buttons