São José inicia vacinação de profissionais da segurança pública

“Hoje foi um dia muito especial na minha vida. Agora terei mais tranquilidade para trabalhar e servir a população.”

A frase do guarda civil municipal Washington Marcelino de Bastos, 54 anos, resume o sentimento dos profissionais das forças de segurança de São José dos Campos nesta segunda-feira (5), primeiro dia de vacinação do grupo contra a covid-19.

“É muito importante estar vacinado porque estamos na linha de frente e temos contato com os munícipes a toda hora. Desde o início da vacinação em janeiro, tenho ajudado na entrega das doses. Agora chegou minha vez de ser imunizado”, disse Bastos logo após ser vacinado.

O investigador da Polícia Civil Alexandre de Souza Silva, 45 anos, e a sargento da Polícia Militar Thaís Mara de Barros Monteiro, 31 anos, também estavam felizes após tomarem a primeira dose.

“Estamos sempre expostos a todas as situações e por isto esta vacina é muito importante para quem trabalha na área de segurança. Estamos contribuindo para evitar a propagação da covid”, afirmou Silva.

“Estava ansiosa para ser vacinada. Hoje foi um dia especial na minha vida. Agora me sinto mais tranquila e segura para continuar prestando um bom serviço à população”, disse Thaís.

Imunização

A vacinação dos profissionais das forças de segurança de São José, incluindo todos os guardas civis municipais, prossegue até o próximo dia 12 de abril. No total, serão aplicadas 3.700 doses.

CPI-1 (Comando de Policiamento do Interior)

A imunização está sendo realizada no CPI-1 (Comando de Policiamento do Interior), na região central. No local, também estão sendo vacinados agentes de outras 5 cidades da Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira.

A segunda dose será aplicada em até 90 dias.

Arrecadação de alimentos

O Fundo Social de Solidariedade também está apoiando esta etapa da vacinação com a campanha de arrecadação de alimentos, que já está em andamento nos postos de vacinação contra a covid-19 no município.

No CPI-1 foi instalada uma caixa identificada para a doação. Todo alimento arrecadado será entregue às entidades sociais cadastradas pelo Fundo Social. A doação não é obrigatória, mas os alimentos não perecíveis vão ajudar a quem mais precisa nesse momento onde a generosidade é essencial.

Entre as entidades cadastradas estão aquelas que cuidam de idosos, crianças e adolescentes, dependentes químicos, pessoas com deficiências, entre outras. Todas elas têm necessidade de alimentos todos os dias.

Vacinação dos profissionais das forças de segurança de São José, incluindo todos os guardas civis municipais, prossegue até o próximo dia 12 de abril – Foto: Adenir Britto/PMSJC

Instagram