Quinta edição da Mostra Independente Agosto Popular de Teatro começa no CAC Walmor Chagas

A 5ª. edição do evento, realizado pela Cia Teatro da Cidade, de São José dos Campos, reúne nove espetáculos de São José dos Campos e Sorocaba.  

De 15 a 25 de agosto será realizada a quinta edição da Mostra Independente Agosto Popular de Teatro no CAC Walmor Chagas, em São José dos Campos. A programação conta com nove espetáculos de grupos de São José, São Paulo e Sorocaba. O evento será realizado pela Cia Teatro da Cidade, que completa 29 anos de existência, sem nenhum apoio financeiro público ou privado e só será possível concretizá-lo graças à parceria com os grupos e artistas participantes. Na programação, haverá apresentações gratuitas e com ingressos a preços populares, R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (estudantes e terceira idade). O CAC Walmor Chagas fica na rua Netuno, 41, Jardim da Granja (perto da portaria principal do INPE). Informações e reservas de ingressos (12) 99741-1801 (WhatsApp).

A Cia Teatro da Cidade acredita no desenvolvimento da sociedade por meio da cultura e, por isso, insiste e resiste em realizar eventos que fomentem e estimulem a prática cultural. É a única forma que temos de “enfrentar” o desmonte em todas as áreas da cultura que vem ocorrendo nos municípios, estados e no país.

Programação:

Local

CAC Walmor Chagas

Rua Netuno, 41 – Jardim da Granja

(Próximo à portaria principal do INPE)

9 9741 1801 – WhatsApp

Horário das apresentações: sempre às 20h30

15/08 (quinta) – “Agreste”, com atores aprendizes do Teatro da Rua Elisa (SJC) – 12 anos – Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 – Sinopse: A peça tem como ponto de partida o texto “Agreste – Malva Rosa” do dramaturgo Newton Moreno, que mostra o drama de amor e pobreza no interior nordestino.

16/08 (sexta) – “Quem Migra”, com atores e atores aprendizes do Teatro da Rua Elisa – 12 anos – Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 – Sinopse: A partir do texto “Borandá”, de Luís Alberto de Abreu, e traz à cena os conflitos dos migrantes brasileiros, abordados de forma poética e até cômica.

17/08 (sábado) – “Cine Monstro” – com atores aprendizes do Teatro da Rua Elisa – 14 anos – Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 – Sinopse:
O texto de Daniel MacIvor se afasta da reflexão sobre o afeto nas relações contemporâneas para adentrar um universo mais sombrio, em que a crueldade e a violência caminham ao lado de uma ironia mordaz. Por meio de histórias entrecruzadas, o espetáculo joga com o fascínio dos filmes de terror e invoca os impulsos destrutivos que tentamos esconder.

18/08 (domingo) – “A Ponte – Memórias de Um Grito Suspenso” – Cia do Trailer – 14 anos – GRATUITO – A Cia do Trailer mergulhou na pesquisa do fato verídico ocorrido com os ambientalistas agroextrativistas José Cláudio e Maria do Espírito Santo, assassinados devido a sua atuação em favor da floresta e do povo que dela sobrevive.

21/08 (quarta) – “Sonhos Roubados, Um Melodrama Dell´Arte” – Cia Teatro da Cidade – 12 anos – GRATUITO –  Sinopse: Com texto inédito de Calixto de Inhamuns e direção de Neyde Veneziano, a peça apresenta  acontecimentos do passado, agora narrados, cantados e teatralizados por quatro atores que vivem personagens marcantes: Gelsomina, Marília e Zé Preto. As histórias desses três personagens são entrelaçadas por um ator/narrador sob o prisma do melodrama circense, onde o riso e o choro andam juntos.

22/08 (quinta) – “Birita procura-se” – Casa das Lagartixas Teatro Clube – Livre – Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 – Sinopse
Todos os dias você acorda e se dá conta de que tem contas para pagar. É preciso equilíbrio e uma boa narra(tiva)ção para diminuir ou aumentar a pressão. Birita procura-se, e você? Arriscaria subir um degrau? Birita é uma palhaça (d)eficiente que para (sobre)viver e pagar as contas, parte em busca de um emprego e desafia (seus) limites para exercer alguma função importante em sociedade. Assim como qualquer mortal, tem uma sonhada meta, mas será que ela está preparada para lidar com as frustrações que encontrara em seu caminho? Birita tem limitações reais ou impostas pela sociedade?

23/08 (sexta) – “Paisagem com Carruagem e Trem” – Coletivo Náusea São Paulo – 14 anos – Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 – Sinopse: Espetáculo solo com atuação de William Zimolo, apresenta um homem, ELE, que revela sua intimidade ao encontrar uma conexão psicológica com os quadros do pintor holandês Van Gogh. https://www.youtube.com/watch?v=cgnhbc1fKnQ

24/08 (sábado) – Pré-estreia “Mais que Pena” – Cia Teatro do Rinoceronte – 16 anos – GRATUITO – Apesar de ser baseado na vida e obra de Martins Pena, a peça não é exatamente um espetáculo biográfico e nem uma montagem de um de seus textos, mas uma narrativa cômica, a partir de colagens de situações e personagens de seus textos que ainda são atuais nos dias de hoje. Criado em parceria com a diretora Imara Reis e o dramaturgo Calixto de Inhamuns, o espetáculo constrói um colorido mural satírico da sociedade brasileira de outrora e atual. Ao som de composições próprias do grupo, interpretados ao vivo, o Teatro do Rinoceronte pretende fazer uma reflexão bem-humorada sobre o nosso país.

25/08 (domingo) – Peças Fáceis – Grupo Pro-Posição (Sorocaba) – Livre – GRATUITO – “Peças Fáceis”, que conta com apoio do Proac e foi finalista do Prêmio APCA, traz ao palco o encontro de duas gerações da dança brasileira: Janice Vieira e sua filha Andréia Nhur. A partir de algumas peças musicais compiladas pelo compositor barroco Johann Sebastian Bach (1685-1750) e sua esposa Anna Magdalena Bach (1701-1770), esta criação propõe um estudo sonoro coreográfico, em que movimento e som são produzidos na mesma dimensão temporal, ora por um disparo de voz que é gesto dançado, ora por uma propulsão de instrumento que é corpo.

Peças Fáceis – Foto:Paola Bertolini