Procura por Investimentos cresce em 50% no Vale do Paraíba, o interesse é por Bolsa de Valores

Em tempos de economia estagnada, cresce o interesse por investimentos no país, com o objetivo de fazer render o dinheiro já conquistado. Um dos fatores para a mudança de comportamento se deve à democratização das informações sobre o mercado financeiro, e o foco anda sendo em Bolsa de Valores.

Em São José dos Campos, a Plátano Investimentos detectou este interesse crescente, principalmente com relação à Bolsa de Valores Brasileira na ordem de 50 %, e aumentou o quadro de assessores de investimentos para dar conta da nova demanda. O número de especialistas praticamente triplicou.

“As pessoas estão aprendendo que iniciar um planejamento financeiro não é uma tarefa tão difícil quanto parece. Hoje você encontra produtos financeiros em corretoras independentes com valores a partir de 50 reais, mostrando que, ao contrário do que muitos acreditam, investir no mercado financeiro não é algo exclusivo para ricos. E o investimento em Bolsa de Valores é uma das nossas grandes expertises do nosso escritório, que é ligado a XP Investimentos”, comentou Jansen Portugal, sócio da Plátano Investimentos e responsável pelo setor de produtos financeiros.

A internet está tendo um papel fundamental no processo de popularização do mercado financeiro. O grosso das informações financeiras e estudos elaborados por economistas, que outrora ficavam concentrados em relatórios de corretoras e escritórios de investimentos, hoje estão diluídas e são transmitidas de maneira democratizada para todos usuários da internet.

“O surgimento de diversos blogs e canais no Youtube sobre finanças fez com que a web suprisse a péssima educação financeira dada aos brasileiros desde o ensino básico, e como resultado dessa nova era, o número de entrantes na Bolsa de Valores têm crescido de maneira exponencial“, explicou Luiz Gustavo Neves, economista e assessor de investimentos da Plátano Investimentos.

Isso tem sido ótimo para o mercado financeiro em geral, pois a transparência das informações permite um maior aperfeiçoamento do sistema financeiro como um todo e consequentemente aumenta a disputa entre empresas que fornecem produtos financeiros, as taxas começam a ficar cada vez mais baixas e os profissionais muito mais capacitados para atender clientes exigentes.

Os bancos são os maiores prejudicados com fortalecimento de escritórios de investimentos independentes, que contam com profissionais certificados e focados em atendimento e assessoria financeira personalizada, com expertise e vivência nos mais variados mercados, para que o foco não seja a venda de um produto financeiro ruim e sim a da satisfação e proteção do patrimônio do cliente.” aponta Paulo Eduardo M. Naressi, sócio da Plátano Investimentos.

Os norte-americanos são habituados com a Bolsa de Valores por conta de não existir uma previdência pública como no Brasil e por causa das baixíssimas taxas de juros estadunidenses, quase próximas de zero, que faz com que eles procurem obrigatoriamente por investimentos que tenham um retorno maior do que o pago pelo governo americano.

               
Aqui no Brasil, ainda impera a cultura de que a poupança é um ótimo investimento de longo prazo, discurso esse que a internet tem se empenhado em desmentir. Segundo dados do Banco Central somente em São José dos Campos as agências possuem mais de 3,5 Bilhões de reais em depósitos de poupança, sendo que existem dezenas de produtos muito mais rentáveis do que ela.


A título de comparação, mil reais investidos na poupança de 2014 até 2018 trariam um retorno de R$ 1.392,86 segundo a calculadora do BACEN, enquanto esses mesmos R$1.000,00, se investidos em ações da Magazine Luiza, por exemplo, que tiveram um desempenho espetacular no mesmo período, seriam transformados em R$ 26.844,74.

Isso é um exemplo claro do porquê a poupança ter perdido atratividade enquanto a Bolsa Brasileira saltou de 500 mil para 1 milhão de investidores nos dois últimos anos.


Plátano Investimentos: Av. Cassiano Ricardo, 319, sala 2106. Ed. Pátio das Américas. Jardim Aquarius. (12)3322-8916.