Primeiro Feirão de Microcrédito do Banco do Povo atende mais de 120 pessoas em São José dos Campos

Com taxas de juros a partir de 0,35% ao mês, o Banco do Povo e a Desenvolve SP concederam liberação de crédito para empreendedores formais e informais. Evento também contou com palestras e serviços do Sebrae Móvel

O Governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, realizou nesta quarta-feira (03) o primeiro Feirão de Microcrédito do Banco do Povo em São José dos Campos, e atendeu mais de 120 pessoas no Centro de Formação do Educador (CEFE). O evento contou com a participação da Coordenadora Estadual de Empreendedorismo e da Micro, Pequena e Média Empresa, Jandaraci Araújo, que representou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

Durante o feirão, os empreendedores formais e informais tiveram a oportunidade de receber orientações financeiras e solicitar análise de liberação de crédito ao Banco do Povo, que conta hoje com a menor taxa de juros do mercado, a 0,35% ao mês.

“O objetivo do Feirão é liberar crédito mais rápido para que os pequenos empresários do município possam investir cada vez mais em seus negócios, e também movimentar a economia local”, afirmou a coordenadora Jandaraci Araújo.

Além da participação do Banco do Povo e da Desenvolve SP, houve atendimento dos bancos Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica, que ofereceram análise de microcrédito. O Sebrae também ofereceu orientação para quem deseja se formalizar como Microempreendedor Individual (MEI). A programação ainda contou com palestras e atendimento no Sebrae Móvel.

Empréstimos no município

Os empréstimos concedidos pelo Banco do Povo em São José dos Campos no 1° semestre deste ano cresceram 67%, em comparação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a junho de 2019, foram emprestados R$ 215 mil. Já de janeiro a junho de 2018, o banco liberou R$ 128 mil aos empreendedores do município.

Sobre

Banco do Povo

É o programa de microcrédito produtivo desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, com o objetivo de promover o desenvolvimento socioeconômico e a criação de oportunidades.

Com a menor taxa de juros entre as instituições financeiras do país, a 0,35% ao mês, o programa credita valores para capital de giro e investimento fixo, como a aquisição de mercadorias em geral, matérias-primas, máquinas, ferramentas, equipamentos, veículos e até mesmo itens para publicidade e divulgação do empreendimento.

Foto:Secretaria de Desenvolvimento Econômico