Presidente da Suzano é eleito CEO do ano pela RISI

Walter Schalka recebe o prêmio pelo quinto ano consecutivo

Walter Schalka, Presidente da Suzano, acaba de ser eleito o melhor CEO do setor de papel e celulose da América Latina pelo quinto ano consecutivo. O prêmio foi conferido pela Fastmarkets RISI, maior provedora de informações da indústria global de produtos florestais. O presidente da Suzano é o primeiro executivo a receber o prêmio cinco vezes, em eleição realizada junto a um grupo de avaliadores composto por analistas e especialistas do setor.

Entre as razões para a indicação de Schalka a “CEO of the year“, segundo a Fastmarkets RISI, está o recente processo de fusão da empresa com a Fibria, divulgado em março de 2018 e concluído em janeiro deste ano. Os especialistas ouvidos na pesquisa também destacaram a importância do executivo na promoção de discussões relevantes para o setor e para a indústria brasileira.

“Receber o prêmio da Fastmarkets RISI em um ano tão desafiador e cheio de conquistas, incluindo a bem-sucedida fusão entre Suzano Papel e Celulose e Fibria, representa um reconhecimento externo ao trabalho engajado de cada um dos colaboradores da Suzano. Esta equipe, de mais de 15 mil colaboradores diretos, é formada por gente que inspira e transforma e que está disposta a continuar inovando para construirmos um futuro melhor”, afirma Schalka.

A cerimônia de premiação acontecerá durante a Conferência da América Latina da RISI, em 13 de agosto de 2019, em São Paulo (SP).

Walter Schalka

Walter Schalka é Presidente da Suzano desde janeiro de 2013. Engenheiro formado pelo ITA e pós-graduado em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas de São Paulo (FGV-SP), o executivo possui cursos de especialização e aperfeiçoamento nos Institutos IMD (Suíça) e Harvard (EUA).

Antes de ingressar na Suzano, onde liderou movimentos importantes como o ingresso da empresa no Novo Mercado, o início de operações no segmento de Bens de Consumo e a fusão com a Fibria, Schalka passou por Citibank, Grupo Maepar, Dixie Lalekla, Grupo Dixie Toga e Votorantim Cimentos.

Suzano

Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

Presidente da Suzano, Walter Schalka Foto: Sergio Zacchi