Conciliar atividades do trabalho e estudo exige dedicação. Confira as dicas!

Conciliar atividades do trabalho e estudo exige dedicação. Confira as dicas!

Os jovens que trabalham e estudam têm o dia a dia agitado, assim, administrar o tempo torna-se cada vez mais difícil. São diversas atividades cotidianas que devem ser divididas para que sejam cumpridas dentro do prazo estipulado.

Para evitar o baixo rendimento escolar e no trabalho é importante que o jovem organize as tarefas diárias antes de desenvolvê-las. Realizar um planejamento significa ordenar as ações para atingir os objetivos no menor tempo possível e com qualidade.

O jovem deve seguir algumas dicas para que suas atividades sejam realizadas com eficiência e bom senso. Confira:

- realizar uma análise geral das atividades. Isso ajuda estabelecer uma escala de prioridades;

-utilizar uma agenda diária para a organização das tarefas;

-fazer uma lista de tudo que deve fazer no dia. Ao final, ver tudo o que cumpriu e deixar para o dia seguinte o não realizado;

-verificar a data de entrega de cada atividade e programar a realização para dois dias antes do prazo final;

-priorizar as atividades que trarão maior resultado. Esta ação auxilia no desenvolvimento das tarefas mais simples;

-fazer uma escala das tarefas mais fáceis e das mais difíceis. Assim, terá realizado diversas atividades ao final do dia.

Estas são orientações que contribuem para o bom desempenho no trabalho, na escola ou na faculdade. O sucesso em cada tarefa realizada deve-se à desenvoltura do jovem em acompanhar o ritmo no alcance de bons resultados. “Não me prendo a uma tarefa só, realizo as mais fáceis e as mais complexas resolvo depois com mais tranquilidade”, revela o Aprendiz Leonardo Biasi, 18 anos e estudante do ensino técnico, em edificações.

A administração de tempo pode ser considerada mais um aspecto comportamental do que técnico, desta maneira o Espro – Ensino Social Profissionalizante auxilia os jovens da Formação profissional para o Mundo do Trabalho e dos Programa Jovem Aprendiz. Durante as aulas, eles aprendem como se portar de acordo com as exigências do mundo corporativo. “Na Formação Profissional aprendi a fazer uma planilha para organizar as atividades do dia a dia, assim passei anotar e fazer uma escala das tarefas”, afirma Graziela Azevedo, 16 anos, Aprendiz em São Paulo, e estudante do ensino médio.

A mudança de cidade e a adaptação de uma nova rotina foi um dos maiores desafios da Jovem Aprendiz Thaís Mariano, de 20 anos e estudante de Radiologia. “Vim do Rio de Janeiro para São Paulo. Isso já exige uma adaptação e organização local. Para completar o Espro me proporcionou um conhecimento incrível e ampliado de como me portar no mercado de trabalho. Assim, consigo alinhar todos os meus trabalhos de acordo com o tempo que tenho para realizar”, conta.

Os jovens do Espro são desafiados a conciliar o lado profissional e o escolar, já que se encaixam nesta realidade. Os programas de Aprendizagem, inclusive, foram formatados para atender esta necessidade. É fundamental que o jovem não perca de vista que estudar é tão importante quanto às atividades na empresa e, que, inclusive, é o seu empenho em buscar conhecimento que traz diferencial para que se mantenha no mercado de trabalho No Espro eles encontram a oportunidade de desenvolvimento e experiência com situações do cotidiano que compõem esta realidade.

Sobre o Espro

Com a missão de promover a inclusão social por meio de ações socioeducativas, mediação de acesso e integração ao mundo do trabalho, o Espro – Ensino Social Profissionalizante é uma organização sem fins lucrativos que se dedica à formação de jovens a partir de 14 anos, em situação de vulnerabilidade social, incluindo pessoas portadoras de deficiência, para o mundo do trabalho, com o objetivo de promover sua formação ética e cidadã.

Com 34 anos de história, O Espro ajuda a unir o potencial dos jovens às necessidades do mercado. Por isso, oferece gratuitamente, em todo o Brasil, cursos de Formação para o Mundo do Trabalho, além de Programas de Aprendizagem, de acordo com a chamada Lei da Aprendizagem (lei 10.097/00), e de Estágio, tornando-se Agente de Integração, este último, inicialmente apenas na Grande São Paulo.·.

Com sede no centro de São Paulo, o Espro também possui sete filiais e unidades de atendimento em todo o Brasil. Além disso, atende mais de 27 mil jovens por ano e conta com mais de 800 empresas parceiras. Os jovens podem se inscrever pelo site www.espro.org.br




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*