Por greve dos caminhoneiros, fluxo nos shopping-centers tem queda de 15%

A paralisação dos caminhoneiros fez com que o fluxo de pessoas nos shopping-centers do País apresentasse queda de 15 % na semana da greve. O levantamento foi realizado pela FX Retail Analytics, empresa especializada em monitoramento e fluxo para o varejo, em parceria com Associação Brasileira de Shopping Centers (ABRASCE)

A análise levou em consideração o período de início da greve, na semana do dia 21 a 27 de maio, em comparação com a semana anterior. De acordo com o estudo, a região mais foi impactada foi a Nordeste, com 18%, seguida da Sul, com 14% e da Sudeste, com 13%. “Muito atrelada à mobilidade do automóvel, muitos consumidores optaram por não frequentar os shopping-centers nesse período em razão da economia de combustível”, afirma Walter Sabini Junior, sócio-fundador da FX Retail Analytics.

Quando incluído lojas de rua e outlets, a análise apontou que houve queda de 11,5% no movimento de pessoas no período. Por essa ótica, a região mais afetada foi a Centro-Oeste, com queda de 32%, seguido da região Sudeste, com 12%. As regiões Sul e Nordeste tiveram recuo de 9% e 4%, respectivamente.

Sobre a FX Retail Analytics:

A FX Retail Analytics oferece uma solução inovadora para ajudar o Varejo (Lojas, Shopping Centers, Quiosques, entre outros) a monitorar o fluxo de pessoas que transitam dentro e fora dos estabelecimentos. Por meio de tecnologia proprietária (câmera e WIFI), é capaz de monitorar e informar a quantidade de visitantes, taxa de conversão, horas quentes, tempo de permanência, atratividade de vitrine, entre outros indicadores, permitindo que decisões estratégicas sejam tomadas com mais precisão. Para mais informações, acesse: www.fxdata.com.br

Foto:FX