Pindamonhangaba formaliza contrato para receber R$ 4,2 milhões da Desenvolve SP

O deputado André do Prado acompanhou o prefeito Dr. Isael Domingues para assinatura dos documentos no Palácio dos Bandeirantes; Os recursos serão utilizados em obras de infraestrutura e na compra de uma máquina

Durante um evento no Palácio dos Bandeirantes, o deputado André do Prado acompanhou o prefeito de Pindamonhangaba, Dr. Isael Domingues na formalização do contrato de financiamento de R$ 4,2 milhões, que serão utilizados em obras de infraestrutura, pavimentação e recapeamento asfáltico, e na compra de uma máquina, que será utilizada na manutenção viária.

Os documentos foram assinados pelo prefeito e pelo presidente da instituição financeira, Nelson de Souza.

A assinatura do contrato é a última parte do processo de formalização que começou no ano passado, com a apresentação desta demanda feita pelo parlamentar e o prefeito na Desenvolve SP. Após um rigoroso processo burocrático, a Prefeitura de Pindamonhangaba foi apta a receber este financiamento.

Deputado André do Prado

O deputado André do Prado acompanhou todo o processo desde o início com a apresentação desta demanda na agência. “O prefeito me solicitou que intermediasse esta demanda e não medi esforços para que este investimento pudesse ser adquirido pela Prefeitura. As obras que serão executadas vão impactar diretamente no cotidiano da população”, acrescentou o parlamentar.

Prefeito Dr. Isael Domingues

Para o prefeito Dr. Isael, os recursos serão fundamentais para implementar as obras e melhorias planejadas em diversos bairros da cidade. “Temos um planejamento de vias que serão realizadas as melhorias. Queremos, o mais breve possível, iniciar as obras em diversos pontos de Pinda, o que permitirá a melhoria viária e vai impactar na mobilidade dos moradores”, comentou o prefeito.

Desenvolve SP

A Desenvolve SP – Agência de Desenvolvimento Paulista é uma instituição financeira do Governo do Estado de São Paulo, que oferece opções de financiamento de longo prazo com juros baixos. Para liberar o crédito, a instituição faz uma análise para comprovar a saúde financeira e a capacidade de endividamento das Prefeituras além de passar pela aprovação da Secretaria do Tesouro Nacional. 

Foto:Divulgação