Pesquisador do Inpe e ITA recebe prêmio de geofísica espacial

Agência FAPESP – O físico Mangalathayil Ali Abdu, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e professor da pós-graduação no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), recebeu o Prêmio Mario H. Acuña, da Associação Latinoamericana de Geofísica Espacial (Alage).

O prêmio foi entregue durante a 11ª edição da Conferência Latino-Americana de Geofísica Espacial (Colage XI), realizada de 16 a 20 de abril no Centro Cultural da Ciência em Buenos Aires.

Segundo o Inpe, o prêmio é concedido a um pesquisador de instituição de educação ou de pesquisa da América Latina que tenha se destacado na criação e no estabelecimento de infraestrutura para pesquisa científica em ciências espaciais em um ou mais países da região.

Abdu ingressou no Inpe em 1973 e, apesar de aposentado, mantém atuação em áreas como acoplamento atmosfera-ionosfera-magnetosfera, clima espacial, bolhas ionosféricas e tempestades magnéticas.

O pesquisador foi responsável por dezenas de teses e dissertações no Programa de Pós-Graduação do Inpe. Em 1976, em cooperação com José Humberto Sobral, Abdu foi responsável pelo primeiro registro no Brasil do fenômeno conhecido como bolhas no plasma ionosférico. A descoberta ocorreu de forma simultânea em outras partes do mundo.

Abdu coordena o Programa de Pesquisa de Observação e Previsão da Cintilação (SPORT), financiado pela FAPESP, uma missão de colaboração internacional que visa avançar a compreensão da natureza e a evolução das estruturas ionosféricas em torno do pôr-do-sol para melhorar as predições dos distúrbios que afetam a propagação de sinais de rádio e de telecomunicação.

O programa envolve colaboração entre Inpe, Nasa (Marshall Space Flight Center), Utah State University (USU) e University of Alabama in Huntsville. Os instrumentos propostos serão integrados a uma plataforma do ITA (baseada no Itasat) que será lançada da Estação Espacial Internacional (ISS).

Mangalathayil Ali Abdu, coordenador do Programa de Pesquisa de Observação e Previsão da Cintilação, foi outorgado com o Prêmio Mario H. Acuña da Associação Latinoamericana de Geofísica Espacial (foto: Zuhairali / Wikimedia
Gostou, Compartilhe!
Show Buttons
Hide Buttons